Meu filho não quer ir para a escola

  É muito comum crianças pequenas falarem que não querem ir para a escola, mesmo frequentando desde cedo e estando totalmente adaptadas.
Os pais se sentem ansiosos e preocupados, a primeira coisa que lhes vem à cabeça é que algo não vai bem na escola.
Por isso gostaria de esclarecer os motivos da recusa e que nem sempre a escola é a vilã.
Crianças pequenas são muito sensíveis aos sentimentos e acontecimentos da vida, portanto percebem tudo que está ao seu redor, mesmo que aparentemente não. O adulto muitas vezes subestima a capacidade de percepção da criança, achando que alguns eventos ou problemas não serão percebidos por ela e que fatores externos são os causadores da rejeição, quando na verdade o problema está em casa.
De qualquer forma vamos descartar a possibilidade de realmente ser algo que envolva a escola, pra isso os pais devem marcar uma reunião com a coordenação e/ou professora do seu filho. Um bom bate papo e trocas de experiências são fundamentais para que se chegue ao motivo da recusa.
Às vezes coisas simples são identificadas como fatores desencadeantes, e logo são resolvidas através da parceria casa-escola.

Para ajudar nesta análise, listarei abaixo algumas situações que levam a criança a esse sentimento de rejeição com relação a escola.

1 - Existe um período do desenvolvimento infantil em que a criança diz NÃO para tudo, chamada fase do NÃO, nesse momento é importante que os pais mantenham sua figura de autoridade e que expliquem racionalmente a importância da escola;

2 - Problemas em casa (separação, brigas, discussões, perda de entes queridos...) são na maioria das vezes os vilões da recusa. Os pequenos são muito sensíveis e captam tudo que acontece ao seu redor, por mais que os pais disfarcem.
Nesse caso a criança começa a se sentir ansiosa e angustiada, sem saber exatamente o que está acontecendo. Se os pais acharem que não estão conseguindo tratar do assunto, procurem orientação, pois quando a criança sente medo, quer ficar perto de que ama e confia;

3 - A chegada do irmãozinho também afeta a rotina da criança é um momento delicado, pois há a fantasia de que o irmão poderá tomar seu lugar e principalmente o amor de seus pais. Nesse caso a criança quer estar perto dos pais, para garantir seu lugar na família, além de que é uma situação nova e desperta muita curiosidade;

4 - Quando a criança está doente também tem vontade de ficar no aconchego de seu lar, se sente indisposta e quer a segurança da família;

5 - Medo - Algumas crianças sentem medo, nesse caso é preciso orientação especializada, para ajudá-la na superação e identificação;

6 - Existem também alguns transtornos ligados a essa rejeição (fobias escolares), por isso fiquem atentos e caso a recusa persista procure um profissional da área, pois nem sempre conseguimos dar conta de todos os acontecimentos.
















243 comentários:

  1. Oi Luciana, que bom ter alguém para me ajudar. Meu filho tem 3 anos e freqüenta a escola desde o ano passado, mas ele chora muito no momento da despedida, principalmente quando o papai vai levá-lo. Já faz 1 mês que as aulas começaram e eu percebo que ele é o único que ainda chora. Como devo proceder nesse caso? Obrigada. Juliana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Juliana

      Certifique-se de que seu pequeno não se enquadra em nenhum dos itens explicados na postagem.
      Muitas crianças quando voltam de férias choram (perfeitamente normal já que ficaram tanto tempo em casa). Esse choro pode estar ligado a uma pequena readaptação e logo logo vai passar.
      Como seu filho tem 3 anos é provável que ele esteja testando vocês, usando o choro, como forma de comoção para tentar convencê-los a voltar para casa, por isso o choro na despedida, ele sabe que é o único momento antes de ser deixado na escola para convencê-los.
      Algumas crianças choram tanto que acabam vomitando, outras berram e se jogam no chão.
      Se você está certa de que nenhum dos itens da postagem justifica o motivo do choro de seu filho, minha sugestão é que vocês fiquem firmes com relação a ida para escola e expliquem a ele essa necessidade, caso o choro persista procurem a coordenadora ou professora da escola, as vezes é preciso mudar a estratégia de recepção da criança.
      Como sugestão leia a postagem em que falo da fase do não.
      Obrigada pelo contato, espero ter ajudado.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
    2. Ola Luciana!
      Tenho um filho de 4anos,primeiro ano que ele frequenta a escola.Ele sempre pediu pra ir a escola.Começou a frequentar a escola com muita animaçao.Ele estava adorando tudo la.Entao ele ficou doentinho,e faltou uma semana as aulas.Quando voltou a escola,foi supreendindo com a noticia que eu nao poderia mas leva_lo ate a porta da sala.foi ai que começou os problemas.Nao quera ir mais a aula,chorava muito,quando
      estava na
      escola,nao participa de nada.fica emburrado o tempo todo em um canto sozinho.Conversei com a direçao,eles me autorizaram a leva-lo a sala ate ele se acostumar mais com a escola.mas nao adiantou nada ela da birra,nao deixa eu arrumalo pata escola,me bilisca,puxa meu cabelo e so fica na escola se alguem segura-lo,senao ele nao me deixa ir embora.Conversando com ele me disse que nao gosta da escola,que quer ficar em casa comigo.Acho que ele se sente inseguro la.E alem de tudo hoje ele me disse,que precisou ir ao banheiro e pediu que a professora pegasse o papel higienico que estava no alto,e ela nao pegou!Entao ele ficou sem se limpar.Tive outro filho na mesma escola,ele tambem chorou na adaptaçao.Mas adoro a escola e nao tenho nada o que reclamar.Nao sei mais o que fazer!Estou desesperada!me ajudem..

      Excluir
    3. Olá Leitor (a)

      Cada criança tem um tempo para se adaptar, pode ser que o seu pequeno ainda esteja se adaptando.
      De qualquer forma marque uma reunião com a coordenação da escola, para entender o que está acontecendo com seu pequeno.
      Às vezes pequenas situações do dia a dia incomodam, nesse caso, mãe, pai e escola devem agir em parceria para traçarem a melhor forma de encantar seu filho.
      Ele precisa se sentir atraído pela escola.
      E em casa, como andam as coisas? Certifique-se de que ele não se enquadra em nenhum dos itens da postagem.
      Caso a recusa persista, procure uma orientação psicológica ou pedagógica.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  2. Olá Luciana,espero que possa me ajudar!
    Tenho um filho de 7 anos e este ano percebi que ele não sente vontade de ir à aula,ele estuda no período da manhã e sempre quando eu o acordo ele diz''estar com dor de barriga" porem mesmo assim o levo p a escola,chegando lá ele começa a chorar e não quer entrar.Ai tenho que traze-lo p casa,já falei com as pedagogas mas disseram não ter problema algum pois ele é um ótimo aluno.
    Não sei mais o que faço,pois ele está na 3° série e não quero que reprove de ano o que devo fazer? Obrigada Fernanda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fernanda

      Algumas crianças se sentem ansiosas no momento de ir para a escola, esta ansiedade pode ser causada por diversos motivos, se certifique de que ele não se enquadra em nenhum dos itens relacionados na postagem.
      Converse com a equipe pedagógica para avaliar o dia a dia dele na escola, para saber se algo o está incomodando.
      Caso esteja tudo bem na escola é provável que haja algum componente emocional, como medo ou insegurança, gerando esta situação. Quando nosso emocional está sobrecarregado os sintomas refletem em nosso corpo, então é provável que ele realmente sinta dor de barriga.
      Converse com ele na tentativa de saber o que está acontecendo, se algo o está incomodando, do que ele tem medo, fale da importância em frequentar a escola e que você sempre estará lá caso ele precise.
      Peça permissão da coordenação para que ele possa ligar para você caso queira.
      Combinem atividades para o reencontro no fim do dia.
      Caso esta situação persista procure um aconselhamento.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  3. Oi boa noite! Meu filho tem 4 anos e já é seu segundo ano na escola. O ano passado ele se adaptou direitinho, mas esse ano, ele tem um coleguinha com Dowm e ele bate em todos da sala inclusive no meu filho, desde então ele n quer ir mas para escola, chora todos os dias. A escola diz q n devo da importância virar as costas e sair deixar ele chorar, mas to percebendo q tá prejudicando ele, até roer unha ele estar roendo . Não sei mas o q fazer, n sei se devo continuar levando ele pra escola tenho medo de traumatizar meu filho. Por favor me ajude.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Elaine

      Você não vai traumatizar o seu filho. Fique tranquila converse com a equipe pedagógica da escola, para acompanhar o desenvolvimento da turma e do seu filho.
      Em regra geral crianças com Síndrome de Down solicitam um período maior de adaptação ao meio. Após isso ficam muitíssimo bem.
      Gostaria de lembrar que crianças que ainda não adquiriram a linguagem falada, buscam no contato físico uma forma de expressão e que, portanto a ação de bater pode estar relacionada com o desejo do amiguinho de interagir com o restante do grupo.
      É normal algumas crianças reagirem ao novo. Acho que é isto que está acontecendo com seu pequeno. Converse com ele a respeito do novo amiguinho em sala de aula, estimule a interação dos dois.
      Não há necessidade de tirá-lo da escola, o fato dele estar roendo as unhas pode ser apenas uma reação a ansiedade gerada pelo novo e logo logo vai passar.
      Lógico que todo pai zela pelo seu filho, porém temos que segurar nossa ansiedade, pois faz parte da vida as diferenças, mudanças, novidades e até os problemas. Precisamos sempre avaliar com cuidado o que de fato representa uma situação de estresse para a criança. Caso contrário poderão se tornar adolescentes inseguros ou intolerantes às condições da vida.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  4. Oi Luciana! Meu filho tem 8 anos e está desde a segunda semana de aula com resistência de ir a aula.Ele entrou nessa escola esse ano(3 ano), até o ano passado estudava há 3 anos na mesma escola em que eu trabalho(sou professora).Sempre minutos antes de ir para escola, diz que não está bem, e chega as vezes até vomitar.... O que faço Na escola dizem que ele está bem adaptado...a resistencia dele é até sair de casa, pois nunca foi chorando p/ escola, pelo contrario quando volta p/ casa sorri, alegre...Não sei como proceder, não sei se é insegurança, imaturidade...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá leitora

      O seu relato me parece uma situação clara de adaptação.
      Algumas crianças reagem ao novo com muita insegurança, que pode ser psicossomatizada, gerando sintomas físicos.
      Quando nosso emocional está sobrecarregado e não consegue gerenciar sozinho tantas emoções, elas acabam refletindo em nosso corpo.
      Seu pequeno deve estar ansioso com relação ao novo. A adaptação dele envolve duas questões, a nova escola e principalmente o fato de estar longe de você. É normal que ele se sinta inseguro e ansioso, são muitas situações novas.
      Como ele já tem 8 anos consegue perceber racionalmente algumas questões e por isso fica bem na escola.
      O choro ou o vômito antes de sair de casa é gerado justamente pela angústia que ele sente ao ter que se separar de você.
      Converse bastante com ele antes de saírem, crie situações para tranquilizá-lo, por exemplo, peça permissão da coordenação da escola para que ele possa telefonar para você caso sinta vontade, façam planos para o fim do dia, quando os dois retornam para casa, isso cria uma ponte entre o início do dia, em que vocês se separam e o momento do reencontro.
      Caso essa situação persista procure um aconselhamento.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  5. Boa tarde Luciana.
    Meu filho tem 3 anos e se recusa firmemente em ir para escola, todo o processo ja começa na arrumação, na hora do banho, almoço e tudo mais, inventa histórias de que os amiguinhos brigam com ele, ou que ninguuém da atenção à ele.
    Ele é o segundo de 2 de 3 irmãos, e não esto sabendo lidar com isso. Hoje deixei ele e fui levar a mais velha na outra escola, ao voltar percebi que o escândalo tinha cessado,mas ele estava no canto todo amuado, como eu havia dito que iria levar a irmã e já voltaria, achei por bem retira-lo para não perder a confiança de uma próxima tentativa.
    Mas ele saiu batendo o pé que não voltaria mais.
    Fiz certo, deve deixar mesmo chorando?Como proceder?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Samanta

      Sempre devemos cumprir com os combinados, portanto nesta situação você agiu certo em retornar.
      A criança precisa se sentir segurar com relação as suas palavras.
      Caso isso volte a acontecer, explique racionalmente a necessidade da permanência dele na escola, pode parecer que não, mas aos pouquinhos ele vai percebendo a razão de estar ali.
      Se você está segura com relação à instituição e seus profissionais, não há problema nenhum em deixá-lo chorando, pois a equipe saberá o que fazer e com certeza ligará para você caso o choro persista.
      O choro pode representar muitas coisas, uma delas é o negativismo relacionado a esta faixa etária, a criança quer testar a mãe ou o pai, para saber até que ponto pode conseguir alguma coisa, nesse caso temos que agir com bom senso e sempre avaliar os motivos da criança.
      Algumas questões do dia a dia também podem provocar essa resistência, certifique-se de que ele não se enquadra em nenhum dos itens relacionados na postagem.

      Abraço
      Luciana

      Excluir
  6. OLA LUCIANA MEU FILHO TEM 4 ANOS E NAO QUER IR DEJEITO NENHUM A ESCOLA ELE COMEÇA CHORAR DESDE A ENTRADA ATE A SAIDA ,FICA A AULA TODA CHORANDO ME AJUDE POR FAVOR

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cilene

      É o primeiro ano do seu filho na escola?
      Como você leu na postagem existem vários motivos que explicam a recusa.
      Verifique se seu pequeno não se enquadra em nenhuma das situações descritas.
      Caso contrário pode estar acontecendo alguma inadequação ao ambiente escolar, para isso é preciso uma boa conversa com a coordenação da escola com o objetivo de estudar cada situação do dia a dia de seu pequeno, saber se algo ou alguém influencia nesta recusa.
      Esteja certa de que em casa as coisas vão bem, pois a recusa pode estar relacionada a alguma questão da família-casa.

      Abraço
      Luciana

      Excluir
  7. Ola Bom me chamo Luana dia meu filho esta na escola desde o 1 ano de idade só que ele estava no Emei e devido aos horarios tive que colocar ele em uma escola particular no periodo integral e era a escola que eles mais queria e aonde tem as minhas duas outras sobrinhas teve um fato que a professora pegou ele pelo braço e o jogou dentro da sala de aula conversamos bastante reclamei na escola mas desde esse dia ele chora para entrar na escola a noite quando ele vai dormir ele ja vai dormir falando que nao quer ir no outro dia para escola por que a professora sempre que ele apronta alguma o coloka num cercadinho de castigo queria saber o que faço estou perdida pois cada vez que o deixo na escola meu coração fica muito apertado e ele chora demais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luana

      Em primeiro lugar é de grande importância uma boa conversa com a coordenação da escola, com o objetivo de deixar claro o ocorrido.
      Crianças pequenas estão na fase da imaginação e não sabem ainda distinguir realidade de fantasia.
      Um simples acontecimento pode gerar um desconforto emocional desproporcional.
      Portanto devemos sempre acompanhar cada situação sem desespero e estabelecer novas formas de conduta caso ela persista.
      Como sugestão leia a postagem MENTIRA NA INFÂNCIA.

      Abraço
      Luciana

      Excluir
  8. Meu filho tem 5 anos e desde os 3 esta na mesma escola. Quando começaram os ensaios de dias das mães eu não sei o que aconteceu que ele se recusa ir para escola, sente dor de barriga, chora muito. Já conversei com a pedagoga e ela disse que ele esta muito ansioso.Fiz o teste dizendo que iria troca-lo de escola e ele falou que quer. Não sei o que faço, porque em outros ambientes ele é muito comunicativo, fala com quem nem conhece na rua, interage muito bem com as crianças aqui do prédio. Ele diz que quando sentiu dor de barriga na escola a professora disse que ele estava com birra e o pôs de castigo. Desde então ele pegou birra com essa professora e não quer mais ir para escola. O que faço, troco de escola, tento estimula-lo a ir. To tão triste e confusa. Me ajude por favor...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Adriana

      É possível que seu pequeno esteja realmente ansioso, mesmo sendo comunicativo.
      Algumas crianças são mais introvertidas do que outras em determinadas situações.
      Converse com a escola para não forçá-lo a qualquer tipo de ensaio, se ele não quiser não tem problema, fica assistindo.
      É muito importante respeitarmos o jeito de cada criança e levar em consideração que algumas situações possam deixá-lo mais desconfortável do que outras, assim como nós adultos.
      Converse com a coordenação para esclarecer o que de fato é birra ou ansiedade dele.
      Pois cada situação requer um tipo específico de conduta.

      Abraço
      Luciana

      Excluir
  9. Oi meu filho tem 2 anos e 10 meses e começou na creche este ano porem no comecinho ele adorava ir so que toda semana surge algum problema de saude, e agora esta se recusando, alem de tudo ele nao gosta de comer nada de la e segura o coco eu acho que por estes detalhes la se tornou um lugar incomodo que ele nao gosta, estou sofrendo porque eu gostaria que ele ficasse feliz e no fim se tornou uma experiência ruim, ele fica e chora o tempo todo não sei como agir na tem como exigir muito também pois a creche e da prefeitura ta complicado por favor preciso de uma luz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Vivian

      Crianças pequenas quando afastadas da escola por algum motivo, às vezes precisam de uma pequena readaptação, o que é totalmente normal, basta um pouco de paciência. Afinal de contas ele passou um tempinho em casa sob seus cuidados e proteção e o que poderia ser mais acolhedor do que isso?
      Converse com seu pequeno explicando a importância dele ficar na escola e que mais tarde vocês se encontrarão.
      Com relação à alimentação, converse com a nutricionista da Creche, verifique o que está sendo dado na escola. Se a comida for saudável não há motivos para ele não comer, portanto estimule-o. Procure seguir o cardápio da escola em casa, desta forma criamos uma rotina alimentar. De qualquer forma converse com a Nutricionista.
      Com relação à evacuação, ele usa fralda? Pois em regra geral crianças desta faixa etária já tiraram a fralda ou estão no fim do desfralde. Nesse caso é normal que em alguns momentos ele segure as fezes, visto que estão aprendendo a controlar os esfíncteres e isso é novidade, pois para a criança significa controlar o que está a sua volta. O importante é acompanhar se ele não está evacuando, nesse caso procure orientação do pediatra.
      Cada situação merece uma atenção especial, após isso é provável que tudo se resolva.
      Como sugestão leia a postagem em que falo do LIMITE, pois seu filho, está nesta fase, e todas essas questões relatadas por você, podem também fazer parte de um quadro onde ele está testando tudo e todos. É a fase da recusa, não quer ir para a escola, não quer comer, não quer evacuar...

      Abraço
      Luciana

      Excluir
  10. Olá Luciana, me chamo Valdirene..bom meu filho tem 5 anos e este é o segundo ano escolar dele, porém o primeiro nessa escola, nunca teve problema de adaptação o ano passado foi super bem e até um mês atrás estava todo certinho, mas agora ele não quer saber de ir a escola de jeito nenhum, chora na entrada e durante o período escolar, já perguntei inúmeras vzs se aconteceu algo e ele me diz q não, conversei com a professora q tbm me diz não ter acontecido nada e q tbm não está entendendo o q acontece com ele, em casa está todo bem ..nada q justifique, a única coisa q ele me diz é q chora pq sente saudade e minha falta.. converso com ele explico a importância dele ir na escola , mas msm assim tá complicado , ele não relaxa , só fica perguntando se vai ter q ir pra escola e só de perguntar já fica querendo chorar, estou mto confusa e preocupada, não sei como proceder :S bom é isso , grata pela sua atenção..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Valdirene

      Se você está certa de que não há nada de "errado" em casa e na escola (que ele não se enquadra em nenhuma das situações mencionadas na postagem), precisamos avaliar melhor a situação. Como está seu tempo com ele em casa, qual a rotina de vocês? O tempo que ficam juntos é produtivo? Seu pequeno pode estar sentindo saudades de você.
      Nesse caso continue explicando para ele a importância da escola, faça e diga coisas que o deixem seguro com relação ao seu amor.
      Combine com ele programas interessantes para vocês dois após a escola.
      Lembro sempre que quantidade não é qualidade, e que às vezes mais vale duas horas juntinhos com dedicação, do que horas sem consistência.
      Crianças com 5 anos já conseguem pensar a respeito de muitas questões, mas nem sempre conseguem expressá-las, portanto o choro pode ser consequência de algo que o esteja incomodando e que não está conseguindo explicar, muitas vezes está a nível inconsciente. Ele apenas sente.
      O importante neste momento é acompanhá-lo bem de perto em casa e na escola. Procure manter contato com a coordenadora pedagógica para juntas observarem e pesquisarem possíveis situações, que possam estar causando o choro do seu filho.
      Caso o choro persista procure um profissional da área. Ele poderá avaliar seu filho/família/ casa e escola.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
    2. Estou vivendo uma situação bem parecida com a sua, pois a minha filha tem 5 aninhos e está no 3º ano na mesma escola e há alguns dias vem dizendo que não quer ir pra escola, chora dizendo que sente saudade de mim e não quer nem olhar pra sua farda. Fica dizendo que quer ir pra escola de roupa, eu falo que não pode, que todos os coleguinhas dela vão de farda, mas acho que isso é só mais um pretexto pra não querer ir à escola. Converso bastante com ela, falo sobre a importância de estudar e que a mamãe sempre vai ser a primeira a ir buscá-la na escola etc. Estava trabalhando até semana passada, mas saí do emprego para ter mais tempo com ela, parece que a situação só piorou! Não sei o que fazer, nem como agir diante de tudo isso. Por favor, me ajude.

      Excluir
    3. Olá Leitor(a)

      Acho que a resposta que dei a Valdirene se enquadra bastante no seu caso.
      Não deixe de fazer suas coisas, procure resolver as dificuldades de sua pequena com muita conversa, pois nesta faixa etária já há certo entendimento das situações. Mesmo que de forma totalmente desarticulada ela consegue expressar seus sentimentos. Não deixe de buscar um profissional da área caso a recusa persista.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  11. Bom Dia Luciana

    Meu filho tem 3 anos começo ir na escola tem duas semanas mas ele não fala nada estamos fazendo exames para descobrir o que ele tem. Na hora de entrar ele quer entrar no colo e chora muito a diretora da escola não permite que pais entrem na escola entendo a posição dela mas não sei o que fazer pois se coloco ele no chão ele só chora não sai do lugar e mesmo ele chorando eu levo ele até a sala e o deixo la mas ao buscar ele sempre a professora fala que ele chorou e ainda tem um aluno que mordeu ele. O que faço?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leitora

      Seu pequeno está na fase de adaptação escolar, é preciso muita paciência e segurança nesta fase. Leia a postagem - Adaptação Escolar.
      É um momento novo na vida da criança e as novidades podem gerar ansiedade, medo e insegurança.
      Converse com a coordenadora da escola para estabelecerem o melhor procedimento na adaptação de seu pequeno, em regra geral a presença da mãe é necessária, procurem ajustar sua permanência na escola sem quebrar com as normas estabelecidas pela Instituição.
      Como a linguagem de seu filho ainda está em fase de evolução, gera mais ansiedade, pois ele não consegue se expressar verbalmente, substituindo a linguagem falada pelo choro.
      Como são muitas novidades, qualquer coisa "negativa" que aconteça reforça a insegurança e o medo.
      É muito importante que a professora consiga estabelecer vínculo com seu filho, desta forma ele fará um link casa-escola e se sentirá mais seguro.

      Abraço
      Luciana

      Excluir
  12. ola meu filho tem dez anos nao vai escola a 3meses me separei to morando forade casa a 4 meses e ele nao vai somete isso esta complicando aminha vida ja tentei ser mais presente pois ele moracom o pai mas nao adiantou nao sei mais o que faco ja procurei ajuda psicologica mas estamos no inicio o que devo faze

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leitora

      Gostaria de te ajudar, mas para isso preciso que você me esclareça algumas coisas:
      1 - Seu filho está sem frequentar a escola?
      2 - Caso sim, qual seria o principal motivo?
      No aguardo
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  13. Luciana tenho um menino de 6 anos chamado Nicollas ele esta na escola , no pré e tenho agora um menino chamado Gabriel de 29 dias , meu filho Nicollas se agarra em mim e na minha esposa chorando muito dizendo que na escola ele não quer ir mais , temos medo de ele ficar revoltado com o seu irmãozinho , e conosco tbm , estamos pensando em tirar ele da escola , me responda uma pergunta existe alguma penalidade se fizermos isto ? amamos o Nicollas demais e seu irmão Gabriel tbm , não queremos que ele ache que trocamos ele , o que fazer por gentileza me ajude , desde já agradecemos .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Roberto
      Tirar Nicollas da escola não é a melhor opção, ele já está na fase da escolarização e essa conduta poderia prejudica-lo em seu processo de aprendizagem.
      É normal esse tipo de reação com a chegada de um irmãozinho, pois são muitas novidades e Nicollas está se sentindo inseguro, achando que perderá seu lugar na família e o amor de vocês.
      Conversem bastante com ele explicando racionalmente a necessidade da escola.
      Deixem Nicollas participar bastante do dia a dia do irmãozinho, façam ele se sentir útil, responsável pelos cuidados, mostrem a importância de ser o irmão mais velho.
      Desta forma ele vai perceber que seu lugar na família é permanente.
      Com relação à escola se o único motivo pelo qual ele não está querendo ir é esse, segurem a ansiedade, conversem com a coordenação da escola e organizem uma estratégia de valorização dele com o irmão, com o objetivo de diminuir a ansiedade de Nicollas. Com o tempo isso vai passar.
      Criem mecanismos que demonstrem como vocês estão juntos nessa nova jornada e que ele não ficará de fora, organizem alguns dias para busca-lo mais cedo na escola. Tentem equilibrar a situação.
      Ele não vai odiar vocês nem o irmãozinho.
      Outras mudanças surgirão na vida dele e vocês não poderão sucumbir sempre.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  14. Luciana, meu segundo filho tem 3 anos e meio e não quer ir pra escola. Ela fala que a professora briga e coloca de castigo. Ou entao diz que quer ir e ficar na sala da irmã de 8 anos. E fala tb que ele vai chorar e me querer. Acho que vou matricula-lo agora em agosto (estou esperando surgir uma vaga). Será que vc tem algum conselho, alguma jeito melhor pra eu fazer pra evitar essa resistencia dele? Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leitora

      No início você pode organizar com a escola visitas dele na sala da irmã, geralmente irmãos são fortes aliados na fase da Adaptação.
      Acho que o seu poder de convencimento poderá partir da irmã que já estuda na escola e que é um referencial para ele.
      Outro ponto importante é permanecer com ele algum tempo na escola durante o período de adaptação, isso gera segurança, pois vai percebendo aos poucos que não está sendo "largado" e que você vai e volta para buscá-lo.
      A chantagem emocional faz parte, afinal de contas ele está na fase do "não" e testando todos os limites.
      Leia:
      A fase do "NÃO" - Meu filho só fala "NÃO"
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  15. Boa Tarde,
    Luciana, eu tenho um filho de 3 anos e meio, e de algumas semanas pra cá ele diz que não quer ir para escola, fala que está com medo da escola, ai eu pergunto por que, e ele responde : por que sim. E ele começou a fazer xixi na cama, ele desde que desfraldou uma vez ou outra ele ainda fazia na cama, só que agora ele chega a fazer 2, 3 vezes na mesma noite, mesmo tendo esvaziado antes de dormir... Não sei se ele esta inventando que esta com medo , porque quando ele entra na escola , ele entra conformado porque entende que eu tenho que trabalhar mas entra muito triste, e quando sai aparentemente sai norma, eu sei que ele nao interagi muito bem com todas as crianças, so tem 1 amiguinha. Nao sei o que pensar, nem o que fazer...Muito Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fernanda

      O comportamento do seu pequeno pode estar ligado a várias questões. Nessa idade de 3 anos a criança sente prazer em ficar em casa com pai e mãe, entende a necessidade de frequentar a escola, mas curte muito o momento casa. Certifique-se de que ele não se enquadra em nenhum dos itens explicados na postagem, pois são fatores que contribuem bastante na recusa.
      O medo pode estar relacionado a alguma fantasia, crianças pequenas imaginam situações, pergunte a ele do que tem medo, desta forma você saberá que caminho tomar (as vezes são situações que não existem e que serão desfeitas através do diálogo e outras vezes são situações reais e que poderão ser solucionadas).
      Não me preocuparia tanto com relação ao xixi, esse aumento pode estar relacionado a uma série de questões (noites mais frias, aumento na ingestão de líquidos, ansiedade...) aguarde alguns dias e perceba a melhora. Caso esse aumento persista procure um profissional para uma avaliação.
      Na escola algumas crianças são mais extrovertidas, fazendo muitas amizades, outras são mais quietinhas preferindo um amigo a outro. Cada criança tem um jeitinho de ser, vamos respeitar e acompanhar, pois a primeira infância é uma montanha russa de sentimentos.Converse sempre com a escola, a troca de experiencias é muito importante
      Abraço
      Luciana



      Excluir
  16. Olá Luciana,

    Tenho um filho de 10 anos que não quer mais ir a escola, ele sempre teve um baixo rendimento e quando conversava com as professoras, elas me diziam que ele iria amadurecer, só que isso não ocorreu, então comecei a investigar sua falta de interesse. Fizemos um exame que consta que ele tem problemas em processar o que ouve, ainda estamos fazendo outros exames para fechar um diagnósticos. Porém nos últimos meses ele chega da escola reclamando que da professora e a professora também reclama que ele não quer fazer nada. Já conversei com a professora e não seu mais o que fazer, pois, ele vai para a escola chorando e muitas vezes, a escola me liga para ir buscá-lo porque ele está passando mal ou com dores de cabeça. Sinceramente não sei mais o que fazer. Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cassia

      Algo está incomodando seu filho, percebo que você já está investigando, conclua este processo e certifique-se de que ele está livre de qualquer comprometimento físico.
      Procure um profissional da área para um aconselhamento e possível acompanhamento.
      Ele de fato pode estar se sentindo indisposto, pois quando nosso emocional não da conta das questões que nos incomodam, nosso corpo sente. Seu pequeno pode estar somatizando as situações.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  17. Olá! Tenho uma filha de 04 anos que está no seu primeiro ano na escola. Há alguns meses atrás uma coleguinha convulsionou na sala de aula. Minha filha foi a primeira a ir correndo até a diretoria pedir ajuda, ficou toda preocupada com a coleguinha. Mas depois que passou a situação ela começou a chorar mto, tive que ir busca-la na escola. Ela ficou dias sem querer voltar pra aula, chorava todos os dias por medo de acontecer novamente o incidente, até que voltou a rotina normal. Semana passada um amiguinho se machucou no parque e sangrou mto. Ela voltou pra casa assustada e novamente não quer mais ir pra escola. Já acorda chorando, entra na sala de aula chorando apavorada e quando chega na hora do parque ela chora mais ainda. Ela diz pra mim que chora pois tem medo que alguém se machuque de novo. Da sala dela, só ela fica assim impressionada e chorando tanto. Será que tem algo que eu possa fazer para ajuda-la a lidar com isso? Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leitora

      A sua pequena deve estar muito impressionada com os últimos acontecimentos, e isso acabou gerando um desconforto em retornar a escola.
      Tente explicar racionalmente cada situação e tranquilizá-la.
      É provável que esse sentimento passe em alguns dias, mantenha diálogo com a escola para acompanhar os medos e preocupações de sua pequena.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  18. Olá! Meu filho tem 5 anos e ha duas semanas foi pra escola e vomitou na sala de aula. Teve que trocara roupas e vestir a de um colega. E de lá pra cá fala que quer vomitar todo dia e não quer ir pra escola. Ele esta no 1 período e adorava a escola, as aulas de futebol, as atividades. E agora mesmo quando é final de semana ele pergunta se é dia de ir pra escola e já fica triste. E também ele ganhou uma irmã que hoje está com quase dois meses. Me ajude! Estou preocupada dele não querer ir mais pra escola!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leitora

      A chegada de uma irmãzinha sempre contribui para essa recusa, são muitas novidades e seu pequeno pode estar preocupado em perder o lugar na família. O vômito pode ser de ansiedade e medo, quando nossa mente não consegue elaborar tantas coisas, nosso corpo sente. Também pode estar querendo chamar a atenção de vocês e vomitando é mais fácil ficar em casa.
      Procure incluí-lo na rotina de sua pequena, faça ele se sentir útil e responsável (irmão mais velho), converse com a escola e organizem procedimentos para diminuir a ansiedade dele.
      Caso persista procure orientação.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  19. Boa tarde, Luciana!
    Minha filha tem 05 anos e não quer ir pra escola.
    No começo do ano, foi super bem, não deu trabalho, não chorou. Mas depois das férias de julho, a escola teve que se mudar, pois estava com problemas na estrutura do prédio. Desde então, ela não quer ficar. Cada dia inventa uma desculpa, dor de barriga, passando mal, colega que bate...e quando a levo pra casa da minha sogra, que é onde ela fica desde bebê, pois trabalho, ela melhora.
    Já conversei na escola, e as professoras falam que não aconteceu nada lá, mas que as crianças não estão gostando do novo lugar.
    Estou muito nervosa. Não sei como agir.
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leitora

      Algumas mudanças podem acarretar um certo desconforto no dia a dia das crianças, pode ser que a mudança de endereço esteja contribuindo para esta recusa.Os pequenos precisam de rotina e se sentem seguros com ela.
      Aguarde e acompanhe com a equipe pedagógica, ela vai começar a perceber que este novo lugar também é seguro e que poderá ficar bem lá.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  20. Observei sua gentileza de responder todos os comentários e resolvi postar minha pergunta. Me chamo Tâmara.
    Minha filha tem 7 anos e desde os 3 freqüenta a escola, sempre gostou tinha prazer em ir a escola, já almoçava e me pedia para se arrumar pra ir a escola , mas esse ano antes das férias ela começou a dizer que não queria ir mais a escola, chorava na hora de tomar banho, de almoçar e de ir, chegava lá ela chorava que ficava rouca, implorava, dizia ”-pelo amor de Deus mãe me leva de volta” teve vezes que ela urinava na roupa. Conversei com a professora e ela disse que ela sempre foi dedicada, sempre uma ótima aluna, que todos os amiginhos gostam dela. Levei ela a um psicólogo ela fez tratamaneto com ele por quase 4 meses (gastei muito dinheiro) e o profissional disse que está tudo bem com ela e,... ela não se encaixa em nenhum dos fatores que vc citou acima. Não sei mais o que faço. Ela está agressiva, tanto com os parentes quanto com amiginhos que vem brincar com ela aqui em casa, bate neles mandam eles embora. Explico a ela a importância de ir a escola e de fazer novos amigos, coloco de castigo, mas nada adianta. E ela está desde março deste ano sem ir à escola. Tenho até medo de o conselho tutelar intervir e querer tomar ela de mim. Estou fisicamente e emocionalmente cansada, definitivamente não agüento mais.
    Se puder me ajudar agradeço muito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Tâmara

      Pode não ser nada demais, mas baseada no seu relato, algo está acontecendo com sua pequena, sugiro permanecer com o psicólogo, é necessário o suporte de um profissional para avaliar e acompanhar o desenrolar desta situação, aliviando a ansiedade, o medo e as preocupações.
      Provavelmente ele entrará em contato com a escola, para juntos traçarem a melhor conduta a ser tomada.

      Abraço
      Luciana

      Excluir
  21. Olá Luciana! tenho uma filha de 6 anos que está na 1ª sério do ensino fundamental,frequenta a escola desde os 3 aninhos, sempre gostou de ir p escola,é ótima aluna, dedicada, educada e muito meiga, de 3 semanas p cá não dorme a noite direito mais,só chora e diz que não quer ir mais à escola, procurei já ajuda na escola estão dando muito apoio e ajuda à ela,conversamos muito com ela , a pedagoga da escola tbém e o que ela nos diz é que não aceita a professora de agora,pois começou com uma professora muito dócil e fizeram uma mudança,colocando outra professora de gênio bem diferente, as atividades em sala de aula aumentaram e muito,com isso voltaram a professora antiga como auxiliar da nova professora por um curto período de tempo,mas deixando bem claro á minha filha que a professora continua sendo a atual,no 1º dia foi só alegria entrou na escola com a professora do começo do,ano,mas quando chegou a noite começou tudo de novo,não quero ir na escola nem com a professora antiga, chora, não dorme e com isto estamos neste pesadelo a mais ou menos 3 semanas sem dormir com ela,agradeço e muito se puder me ajudar!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leitora

      É muito comum essa reação, quando há troca de profissionais.
      Além da questão da afinidade, há também a ansiedade com relação ao novo, tudo que é novo assusta.
      É preciso um tempo de adaptação, para que a nova professora conquiste as crianças.
      Converse com sua filha sobre a nova professora, procure pontos positivos que beneficiem o relacionamento das duas.
      Mantenha diálogo com a escola para acompanhar o desenrolar da situação.
      Se o problema for só esse é provável que com o passar do tempo tudo volte ao normal.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  22. Olá Luciana

    Estou com um problemão, sou pedagoga, minha filha de quatro anos não quer ir mais à escola, é o segundo ano dela na escola, o que faço, ela pede para ir a outra escola. Ela disse para mim que a tia apagou o nome que ela fez porque estava errado aí ela acha que não sabe fazer o nome dela. Toda hora ela pede para eu ensina-la a fazer o nome dela. Levei ela para outra escola e ela esta gostando não se recusa a ir, quando falo em voltar p a outra escola ele não quer ir, chora muito, A antiga escola disse que não aconteceu nada, mas não se importou com a situação. FIZ CERTO EM LEVA-LA PARA OUTRA ESCOLA? Foi um mês de tentativas e nada deu certo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leitora

      É preciso muito acompanhamento e diálogo com a escola, para tomar a decisão de tirar a criança.
      Os pequenos são uma montanha russa de emoções, que serão reveladas através das fases do desenvolvimento. A situação precisa ser analisada em todos os seus aspectos, pois não basta a criança falar que não quer.
      É preciso conversar com a professora e coordenadora, para esclarecerem o suposto motivo da recusa, também precisamos levar em consideração outros aspectos para avaliarmos se a recusa diz respeito a algo fora do ambiente escolar.
      Nem sempre podemos ceder as vontades dos pequenos, como sugestão leia a postagem MEU FILHO SÓ FALA NÃO.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  23. Olá Luciana!Boa Noite!
    Tenho um filho de 5 anos e ele é muito comunicativo e alegre, mas não gosta de ir a escola, porque não tem amigos, não participa das atividades como se deve e vive reclamando que apanha de algumas crianças, ja falei com as professoras e as mesmas dizem que ele é manhoso, estou muito preocupada e triste com essa situação estou a ponto de sair do emprego e tirá-lo da escola, me ajude por favor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Flavia

      É preciso muito diálogo com a escola para entender o que está acontecendo com seu filho.
      Não basta uma conversa, essa situação requer acompanhamento e observação.
      Em primeiro lugar precisamos saber se é algum problema com a escola ou se seu pequeno está passando por alguma inadequação.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  24. Olá Lu,
    Tenho um filho de 5 anos, ele não quer ir para escola de jeito nenhum. Diz que demora muito a hora passar e que a tia só manda eles ficarem de cabeça baixa. Ele estudo nesta escola há 2 anos e nunca teve algum tipo de problema. Já tirei os brinquedos, video-game, passeios, mas pra ele parece tudo normal. Não sei mas o q fazer. Já perguntei se aconteceu algo na escola, e ele diz q não. Já falei com a professora e ela tmb não tem nada que justifique. Me ajude!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leitor(a)

      Algumas crianças nessa idade criam um pouco de resistência com relação a escola, pois nesta fase escolar a exigência é maior e alguns pequenos podem agir de forma "preguiçosa", ou seja, custam a se acostumar com a nova rotina mais carregada de tarefas e obrigações.
      Mantenha diálogo com a escola, para juntos traçarem a melhor estratégia para reverter esta situação.

      Abraço
      Luciana

      Excluir
  25. ola tenho uma filha de 6 anos e ela vem mais ou menos com um mes que ela saiu da sala para ir no banheiro e se encontrou com a coleguinha a professora chamou a atençao dela e me comunicou que ela tinha mentido falado que ia no banheiro e ficou conversando desde desse dia que ela anda triste na escola e chora ja conversei com ela ela fala que nao aconteceu nada so que sente saudades de mim ja que ela e muito apegada comigo e é filha unica e um pouco mimada so quer durmir comigo na minha cama ja conversei com a direçao da escola e eles falam que e uma fase e que vai passar mas eu fico com o coraçao apertado em ver que ela nao vai para escola com vontade o aprendizado dela ta otimo que a professora falou em casa estar normal come dorme brinca normal aguardo uma resposta obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gizelia

      Essa fase escolar gera um pouquinho de resistência, pois nesse momento as exigências escolares aumentam.
      Como não houve nenhuma grande alteração no comportamento dela, é provável que seja apenas uma fase e logo logo vai passar.
      Nessa idade eles curtem muito o momento família, então a saudade existe.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  26. Bom dia, estou bem triste, pois a minha filha tem 4 anos (set. 2013) , filha unica, sempre apresentou dificuldade pra entrar na escola , mas de maio pra ca se adaptou bem. Entrava, estava se alimentando e etc. Há mais ou menos um mes pra ca começou a chorar novamente pra entrar, nao quer almoçar, só come o lanche que ela escolhe e chora nas horas das atividades, e fica o tempo todo pedindo pelo o pai. A dona da escola (tia Valeria) é conhecida de infancia do meu esposo, e por isso a colocamos na escola, nos sentimos mais seguros.
    Ela entrou na escola com um 2a e 4 m, sempre fomos bem agarradass, mas tive que voltar a trabalhar e a deixei na escolinha desde então. A escola tem acompanhamento com psicologa, conversamos , mas sentimos que a mesma puxa sardinha pro lado da escola, pode ser impressão, mas foi isso que sentimos,
    Conversamos com a minha filha que mudariamos ela de escola no proximo ano, e pedimos pra nao comentar na escola, ela promete que nunca falou nada, Como em outrubro tinha que fazer rematricula, fomos adiando, e a escola um dia nos ligou pra dizer o ocorrido do dia, que a Giovanna tinha chorado demais, e que era pra conversarmos novamente com a Psicologa.
    A noite qdo cheguei em casa conversei novamente e ela me disse que a Tia Valeria falou que ela ia pra outra escola, e que por isso chorou. A escola disse que nao comentam o assunto com as crianças, a minha filha diz que nao falou, entao fica dificil
    Agora nao sei se a mudo de escola, e já imaginando a dificil adaptação novamente em uma escola nova, se a mantenho nesta atual, já que ela diz que nao quer sair de lá, mas ao mesmo tempo eu perguunto pq nao quer mais ir ela diz que nao quer estudar, fico num beco sem saida,
    Estou agendando uma psicologa fora da escola, pra orientações.
    Inclusive nao quer mais levar brinquedos pra escola, nao quer mais brincar em casa, E estou bem preocupada.
    Mas gostaria da sua opniao tbem. POR favor, obrigada,

    Elisangela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Elisangela

      As crianças contam tudo é normal. E muitas vezes os funcionários da escola podem deixar escapar uma frase do tipo “Que pena, vamos sentir saudades, por que você vai embora?"
      Já que a diretora da escola é conhecida, ninguém melhor do que vocês para avaliarem a confiança do relacionamento casa-escola.

      Vocês realmente precisam acompanhar a recusa dela e saber se algo está acontecendo na escola, não deixem de levar em conta as questões de casa, pois muitas vezes é lá mesmo que está o problema.
      Como você já tem um aconselhamento agendado é provável que o psicólogo esmiúce essa situação.
      Se a recusa não for muito bem avaliada, a mudança de escola não vai mudar em nada o comportamento de sua filha, muito pelo contrário, será um novo período de adaptações e coisas novas.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
    2. Hoje pela manhã, como faço todos os dias acompanho meus filhos para escola, mas o Léo(12 anos), não gosta de ir ao colégio, falou que esqueceu um caderno e voltou, tinha esperança que ele fosse, mas quando a orientadora ligou para o meu trabalho e disse que ele não tinha ido, nossa fiquei brava, liguei para ele disse que iria com o diretor buscar ele em casa, ele começou a chorar disse que a orientadora não é boazinha, mas uma fera, e que se eu buscasse ele iria fugir de casa, meu marido falou o mesmo por telefone, disse que sairia do trabalho e iria até em casa busca-lo e leva-lo para a escola, enfim ele não vai passar, então decidimos que esse ano de sofrimento, raiva, impaciência que sofremos com ele, não iremos ter no ano que virá, pois estamos preparados.
      A orientadora falou que está tudo bem no colégio, ele não sofreu bulling, nem outro tipo de constrangimento, eu sempre fico na dúvida, pois ele tem um problema no dente, que iremos resolver neste fim de ano, e é possível que seja isso.
      Ele é quieto na escola, mas se alguém o irrita ele se defende como pode, isso foi a orientadora que falou.
      Em casa vive entre brigas e chutes , abraços com a irmã mais velha 15 anos, ela não tem paciência com e nem ele com ela, mas eu acho normal, e não brigo pois em minutos já estão rindo.
      Sou muito nervosa com o fato de ele não quere ir para escola, cortei jogos e computador, mas infelizmente o pai deixou, depois de ter uma longa conversa com ele, e prometeu mudar.
      Só que não deu muito certo, pois faltou a aula de novo.
      Muita gente pode dizer umas palmadas já vai ver se não vai pra escola, foi o que o pai fez, mas não adiantou.
      Ele é muito carinhoso, todos os momentos vem e nos abraça. É esperto, paquerador as meninas adoram ele, o que é bom para o ego, mas não passa daí, pois ele me conta tudo o que acontece somos eu e o pai quase confidentes de tudo o que nossos filhos fazem.
      Sempre ensinamos a verdade.
      Bem não sei o que fazer, mando ele ir e me estresso mais 10 dias ou falo com a orientadora e deixo em casa.

      Excluir
    3. Olá Marlene

      O início da adolescência pode ser uma fase bastante difícil para a família, muitas questões vão surgir, havendo a necessidade de ajuda profissional.
      De qualquer forma ceder neste caso não é bom. Seu filho precisa entender que existe uma rotina e que ela precisa ser cumprida. E que nem sempre podemos evitar aquilo que nos desagrada, existem as obrigações. Se vocês estão CERTOS de que não há nada de errado acontecendo na escola, o ideal é deixá-lo terminar o ano letivo. Sempre com muita conversa, procure saber os motivos pelos quais ele não quer ir à escola.

      Abraço
      Luciana

      Excluir
  27. Bom dia! Minha filha tem 3 anos e desde os 6 meses freqüenta a mesma escola, professores excelentes em quem confio muito. No entanto, neste ano ela foi para o Maternal, com uma pro que inclusive ja cuidou dela anteriormente. Na primeira e segunda semana foi tranqüilo. Hoje ela me abraçou e pediu pra ir embora comigo....incentivei ela a ficar , que ia ser legal ficar com os amigos, mas no final ela ficou chorando... estou grávida de 5 meses....será que por isso ela esta insegura?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Viviani

      Lógico que o irmãozinho que está a caminho gera uma certa insegurança, mas por enquanto acredito que seja apenas uma readaptação ao espaço escolar, muitas crianças quando retornam das férias estranho a escola.
      Acompanhe esse processo e converse com a professora.

      Abraço
      Luciana

      Excluir
  28. Boa tarde Luciana
    Me chamo Eline Roberta, tenho um filho de 7 anos e uma menina de 1ano e 8 meses ,,
    Bom! meu filho mais velho, vai para a escola desde os 3 anos de idade, e sempre chorou muito,,,, já até troquei de escola, mas nada adiantou, ele sempre fala que a escola ''é ruim'', que o ''horário dele é muito tempo na escola'',,,,, sempre fala que ta passando mal,,,,,, é sempre a mesma coisa,,,
    Este ano ele esta no 2° ano (serie) ,,, os dois primeiros dias foi de impressionar, ele entrou super bem sem chorar ,,, fiquei toda feliz com isso e o pai e eu demonstramos isso a ele . mas do 3° dia pra cá, só chora,, ele esta entrando a força na escola, faz um escândalo, a Professora agarra ele e poem para dentro da sala de aula .. Os motivos acima que vc citou, não é,,,, e na escola ele é um dos melhores da sala.
    já dei umas palmadas sim.. não vou negar, pois ja perdi ate dias de serviço por conta dele ,,, ja deixei de castigo,, já fiz até chantagem com ele (que foi quando ele deu uma melhorada)
    Peço que me ajude, pois eu não aguento mais, ele já percebeu que ando muito triste com ele não ir a escola e me pede desculpas, mas no dia seguinte faz tudo de novo,,,
    Luciana me ajude por favor

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom Eline, como seu pequeno chora desde cedo para ficar na escola, sugiro que você procure um aconselhamento psicológico.
      Na infância é normal esses altos e baixos na vida escolar, porém quando um determinado comportamento persiste precisamos entender o que está havendo.
      O profissional avaliará todo contexto familiar, ajudando vocês a tornarem essa convivência escolar mais tranquila.

      Abraço
      Luciana


      Excluir
  29. ola tenho uma filha de 7 anos ela estar no segundo ano em casa ela e feliz dorme bem come bem brinca mas o problema e em ir para a escola pq ao entra ela chora pq disse que sente saudades de mim ela e filha unica e todos os dias eu sofro pq ela chora ao entra sera que ela precisa de um medico ou e normal?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gizelia

      Se a recusa da sua filha é um comportamento momentâneo, sugiro acompanhar, pois durante a vida escolar podem ocorrer essas pequenas readaptações.
      Mas se a recusa persistir procure um aconselhamento psicológico, pois nessa faixa etária não é tão comum comportamentos de rejeição com relação a escola, a não ser que esteja acontecendo alguma coisa com sua pequena.
      As vezes coisas simples, que nós adultos não levamos muito em consideração, para as crianças tem uma grande representação.

      Abraço
      Luciana

      Excluir
  30. bom dia, meu filho tem 4 anos e vai para a creche desde 1 ano e meio ele ja estava adaptado a rotina da aula, so que esse ano ele começou em uma nova escola ele acorda tranquilo fala q vai p a aula mais quando chega a hora de sair de casa começa a birra e n que r ir mais, levo ele a força para a escola, não é todo dia q ele chora mais ele ja teve duas vezes que ele deu um show comigo e n queria ficar na escola deixei ele chorando sera que isso é normal?? por favor me ajude.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mara

      Esse retorno as aulas pode causar um certo impacto para algumas crianças, é preciso uma readaptação ao ambiente escolar, principalmente tratando-se de escola nova. São muitas novidades e ele vai precisar de um tempinho para elaborar tudo isso. Sugiro não deixá-lo chorando, fique um tempo com ele na escola, não precisa ficar em sala de aula, aguarde na recepção, diga a ele que você estará lá.
      Converse com a professora e coordenadora da escola.

      Abraço
      Luciana

      Excluir
  31. olá meu filho tem 6 anos e esta na nova escola na 2ºsemana de aula agora, ele ja tinah feito jardim 1 e 2,e agora no primeiro ano ele todo dia chora e faz aquele escandalo pra entrar, é uma escola particular muito boa, e ele fica dissendo q vai sentir saudade de mim,que nao gosta da escola e que queria ser o irmãozinho dele que tem 8 meses e faz dias eu e meu esposo tentamos conversar com ele,mas agora ja sai do sério perdi mesmo a paciencia,e ja nao sei oque fazer,por favor me de uma orientação,obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Keli

      Pelo que entendi seu pequeno está em uma escola nova. É normal um pequeno período de readaptação, pois são muitas novidades e ele vai precisar de um tempinho para elaborar tudo isso.
      Ainda tem a questão do irmãozinho, que provavelmente está gerando algum tipo de insegurança, medo de perder seu lugar na família. Converse com a professora e coordenadora da escola para traçarem a melhor forma de readaptar seu pequeno.

      Abraço
      Luciana

      Excluir
  32. Olá Luciana! Minha filha fará 4 anos em março, vai à escola desde os 8 meses.Ela fica em horário integral e nunca tive problemas. Sempre vai animada para a escola. Neste ano, com a volta às aulas, ela passou a chorar na porta da sala dizendo que quer ficar comigo. Mesmo eu explicando que eu preciso trabalhar, que ficar na escola vai ser muito legal, nada adianta. Ela chora sentida e me abraça forte. A professora conversa com ela e sempre a convence a ficar dizendo o que eles farão no dia. Quando vou buscá-la, a professora diz que correu tudo bem, que foi somente no momento da chegada.Confio muito na escola, pois já é o terceiro ano que minha filha está lá. Estou grávida de 4 meses e fico me perguntando se ela já tem o discernimento de que vai ter que "dividir" a mamãe com mais alguém e se sente insegura. Preciso me preocupar com essa situação? Por quanto tempo ela pode ficar assim? Como eu faço para amenizar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Joana

      Acredito que seja apenas um momento de readaptação escolar e logo logo vai passar.
      Com relação ao neném, está muito cedo pra ela entender em que implicará a chegada de um irmãozinho. De qualquer forma depende do que está sendo dito.

      Abraço
      Luciana

      Excluir
  33. Meu filho não quer ir para escolinha ele tem 2 ano e 11meses e o seu primeiro ano na escola ele chora demais grita se joga no chão em casa já tentei conversar com ele mais ele não deixa eu nem falar e começa a chorar que não quer mais ir para escola se eu levo na marra ele fica gritando o dia inteiro quero a mamãe papai já pensei em tirar ele da escola esperar crescer mais não sei o que fazer me ajuda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá leitor(a)

      Essa faixa etária é bastante especial no que diz respeito a adaptação escolar, pois a criança sabe que vai ser deixada na escola, mas não entende que vocês voltarão para buscá-la.
      É preciso muita paciência, converse com a professora e coordenadora da escola com o objetivo de traçarem a melhor forma de adaptar seu pequeno.
      São muitas novidades que nesse primeiro momento poderão assustá-lo, é preciso que ele crie laços com a professora para se sentir protegido.
      Fique na escola o tempo que for necessário, demonstre segurança e converse bastante com ele.
      Abraço
      Luciana


      Excluir
  34. Bom dia Luciana, td bem? Tenho um filho de 2 anos e ele começou a ir para a Creche II, no primeiro dia ele não chorou, mas depois disso tem pânico da escola ele repete o tempo todo que a tia brigou, a tia bateu na boca e mostra o q ela fez...estou preocupada pois qdo ele chega na porta da classe e vê as professoras ele grita chora e começa a vomitar...qdo vou buscá-lo as professoras dizem q ele ficou super bem...no primeiro dia vi a professora gritar com uma criança q estava chorando...estou desesperada não sei se mudo de escola pois já falei com a coordenação mas tenho medo que briguem com meu filho...me ajude por favor, não sei o q fazer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Josi

      Tudo bem Josi!
      Antes de qualquer coisa é preciso estabelecer confiança com relação a escola e sua equipe, não é possível um bom trabalho se não há confiança. Certifique-se de que a escola é um lugar agradável para a permanência de seu pequeno.
      A adaptação de crianças de 2 anos é um pouquinho mais difícil, pois já sabem de muitas coisas, sem entende-las racionalmente. Cada criança reage ao novo de uma forma particular. Sugiro uma conversa com a coordenação com a finalidade de traçarem a melhor forma de adaptar seu pequeno.
      Se o problema for apenas com a adaptação, mudar de escola não vai resolvê-lo, é preciso muita paciência, no final todos se adaptam.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  35. Ola Dra ,tenho uma menina de 9 anos que ia maravilhosamente bem na escola ate que a tres anos atras aconteceu a fatalidade de perder as duas avós em 15 dias,depois de cinco meses pegou medo de tudo nao foi mais a escola dizendo que tem medo de perder a mãe,durante esse tempo foi psicologa,psiquiatra,remedios,entre varias outras coisas,ela por ser muito inteligente se sobressai bem mesmo fazendo deveres escolares em casa mas isto tudo esta nos deixando loucos com essa situação pois ja são 2 anos e meio de tratamento sem resultado algum por favor se tiver alguma ideia nos ajude pois estamos desesperadossssss.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leitor(a)

      Alguns acontecimentos ficam marcados na vida dos pequenos. Só sendo possível confortá-los através de ajuda especializada, continue com a terapia.
      A insegurança é muito grande, pois não há entendimento com relação a morte. Na cabeça dela se as avós morreram qualquer um pode morrer. É preciso trabalhar a perda na terapia.
      Também não podemos descartar a possibilidade de existirem outros fatores que contribuam para esse desconforto, avaliem todos os detalhes.
      Não abra mão do acompanhamento psicoterápico.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  36. Oi Boa tarde!!! Minha filha tem 2 anos e 10 meses, e começou estudar o ano passado todo dia na hora de colocar o uniforme ela chorava pedindo para não ir pra escola, chega na escola não quer entrar tenho q levar ela ate na porta, achei que o problema fosse a escola troquei ela esse ano, e já tem 2 semanas e continua o mesmo dilema, ela não quer ir e td vez que chego na porta não quer entrar com ninguém quer q eu leve ate a sala, e sempre fica chorando, não sei mais o que fazer fico com coração apertado... Mais não tenho outra opção tenho que trabalhar... por favor me ajude o que eu faço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leitor(a)

      É preciso muita paciência nesta faixa etária, combine com a coordenação a melhor forma de adaptar sua pequena a escola. Tracem alguns procedimentos que atendam o jeitinho de ser dela.
      Fique na escola o tempo que for necessário para que ela adquira confiança.
      Converse bastante com ela mostrando como é bom ficar na escola. Façam planos para o fim do dia para o reencontro em casa.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  37. tenho um filho de 6 anos e ele nao quer ir a escola. quando ele tinha 3 anos me separei do pai dele, no começo ele fico rebelde so queria q eu ficasse com ele, nao podia ir na esquina sozinha q ele fazia muita birra. depois ele foi melhorando e comecei a trabalhar ai começou tudo de novo. depois de um tempo ele naoquis morar mais comigo e foi mora com o pai e os avós num sitio. ano passado ele deu um pouco de trabalho pra ir na escola mais c saiu super bem. agora esse ano ele foi uns dias e nao quer ir mais, só chora com qualquer coisa. ele quer vim mora comigo, mais moro bem longe da onde ele estuda e preciso trabalhar.quando ele esta na minha casa ele fica no maximo 3 dias e fala pra leva pra ksa do pai dele pois aqui nao tem nada pra ele faze alem do seus brinquedos e no sitio ele tem mt coisas tipo anda d bicicleta, anda d cavalo etc... nao sei oq fazer tudo pra ele é nao, quer tudo na hora, c converso com ele ele ja começa a chora. perguntei o pq dele nao quer ir a escola ele fala qa professora e brava e que esta com saudades de mim.. nao sei o q fazer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Dai

      É muito importante que exista bastante conversa entre você e o pai do seu filho, pois, só vocês poderão decidir o que realmente é melhor para ele. É preciso ponderar todos os pontos, levando em consideração aqueles que dizem respeito as tarefas de cada um. Criança pequena precisa ser guiada, caso contrário ela se sentirá desorientada.
      Sugiro a leitura da postagem http://psicologainfantil-luciana.blogspot.com.br/2012/04/uma-das-acoes-mais-importantesna.html

      Abraço
      Luciana

      Excluir
  38. Ola Juliana, gostei muito do seu blog, li quase todos os casos, mas quero te contar o meu e saber sua opinião. Meu nome é Elaine, tenho 37 anos, tenho apenas a Júlia de 3 anos e meio e estou grávida de 6 meses. Ano passado a coloquei na escola para socializar, afinal não tem crianças da idade para brincar. Ela adorou a escola, e nas férias sempre me perguntava que dia voltaria as aulas e contava caso dos amigos. Eu e meu marido tivemos algumas discuções para definir quem pagaria a escola, a qual algumas vezes ficamos meio alterados em relação a isso. Teve também uma mudança do calendario, não sei bem, é uma lei de Minas Gerias, crianças que completam 4 anos até junho de 2014 devem estudar no nível1, ou 1ºperiodo, e no ano passado essa lei era até 30 de março. Como ela completa 4 anos em 5 de maio, automaticamente, qualquer escola a colocaria no nivel 1. E na hora da matricula, eu pedi para coloca-la no nivel 1, de modo que ela adiantou 1 ano. Convercei e expliquei algumas vezes q ela não ficaria com os amigos, que ela é maior, mais adiantada e que ficaria numa turma de crianças de sua idade. Ela parecia ter concordado mas fiquei apreensiva pq ela tem uma personalidade muito forte. E no dia, foi satisfeita para a escola. Mas qdo chegou na escola, viu os amigos em outra sala, ela não quiz ficar, sentiu falta da professora e dos amigos. Mesmo assim eu a deixei e fui embora. No dia seguinte, ela nao quiz ir, mesmo assim a levei e chegando na porta de escola qdo estacionava o carro, ela já começou a ficar agitada e disse que não queria ficar. Eu não quiz forçar, e ela disse que queria ficar comigo. Nas ferias algumas vezes eu a levei para meu trabalho, qdo minha mae não podia ficar com ela, então eu a disse que não era possivel ela ficar no meu trabalho e expliquei os motivos. Como não quero q ela fique traumatizada com a escola, a levei para minha mae, mas tive q sair escondido. No dia seguinte ocorreu o mesmo, não quiz ir, mesmo assim, eu e meu marido a levamos. Na sala convercei com a professora, ela a pegou no colo e eu a deixei chorando, na verdade ela ficou desesperada. E fui embora. Qdo fui busca-la, ela estava chorando, estava triste, fiquei comovida, ela havia machucado o pé no parquinho. No dia seguinte, para conseguir levá-la eu disse q ficaria com ela na sala, mas durante o pouco tempo q fiquei, ela me chamou o tempo todo para irmos embora. Saimos para ir ao parquinho junto com os alunos, no caminho a supervisora me pediu para coloca-la na turma dos amigos do ano passado. Acabei cedendo e a levei lá. Tive que ficar na sala pq ela não queria entrar, então fiquei com ela ate o recreio. Ela ficou bastante satisfeita, fez a tarefinha, tomou o lanche, brincou, e em seguida veio para perto de mim, e qdo ela entrou na sala eu sai escondido. Fui busca-la, e percebi q ela estava bem, me olhou meio de lado, eu ignorei. Dei um abraço... Eu fiquei aliviada, achando q havia solucionado o problema, no dia seguinte, ela não quiz ir a escola, disse que a coleguinha a viu chorando e ficou rindo, que não gosta mais da escola, que eu não fiquei com ela na escola, que ela gosta de mim, a noite dormindo ela conveçou dizendo que não queria ir a escola. Há dois dias quem a leva para escola é minha mãe, mas ela não ficou, minha mae a trouxe de volta, e hoje foi minha irmã que a enganando dizendo que iria buscar os primos que estudam na escola, mas no periodo da manha. Ela foi, chegou na sala, mas não quiz ficar. Pq eu pedi para não deixá-la caso apresentasse resistência. O que eu faço? Devo ser mais enérgica? Estou muito angustiada, afinal ela não me deu trabalho algum ano passado. Desculpe pela longa historia, um abraço e obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Elaine

      O que muitas vezes acontece é que a criança tem um desempenho cognitivo maravilhoso, mas emocionalmente ainda é imatura.
      Esta decisão de passagem de turma cabe a equipe pedagógica, é preciso uma avaliação criteriosa com relação ao desenvolvimento físico, emocional e cognitivo da criança.
      Se a equipe técnica está certa desta passagem, é preciso paciência, pois as novidades poderão gerar ansiedade e cada criança vai reagir de uma forma.
      Sugiro uma passagem gradual, converse com a escola para traçarem a melhor conduta a ser tomada. Façam tudo bem devagar, deixe sua pequena elaborar aos poucos essas mudanças. Um bom profissional saberá conduzir esta passagem de forma branda e pacífica.
      Abraço
      Luciana



      Excluir
  39. Bom dia! Meu filho tem 4 anos e estuda desde 1 ano e 6 meses... Este ano mudou de escola (estudava no interior e nos mudamos) e não está se adaptando de jeito nenhum... Chora muito e faz escândalo na hora de ficar na escola... Depois que fica, acaba se acalmando, mas de vez em quando choraminga e pergunta por mim e pelo pai... Temos sido firmes e não estamos cedendo, sempre explicando pra ele porque ele precisa ficar. Mas o que mais está me preocupando é que quando ele chega em casa se mostra triste, não vê graça em nada e só fala na escola (que não quer ir). Tenho medo que isso possa estar lhe prejudicando, pois não lhe vejo mais alegre...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leitor(a)

      Quando mudamos uma criança de escola, é normal um período de adaptação. Ainda mais no caso do seu pequeno que a mudança não foi só de escola(também cidade e casa). Precisamos compreender sua ansiedade com relação a tantas novidades. Mantenha diálogo com a professora para saber como anda o dia a dia do seu pequeno. É provável que passado um tempo tudo volte ao normal.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  40. ola´ estou tendo um problema com a minha filha a Maria Julia ela tem 5 anos já frequentou a escola 2 anos e nunca havia chorado antes era ao contrario ela chorava para ir aos sábados e domingos ate entender que não havia aula nesses dias agora ela chora nao quer ir diz que sente saudades de mim que o coração doí que nao quer ficar la ja conversei com a professora com a pedagoga mas nada foi resolvido ela ta triste quase nao come e tem o sono muito agitado estou muito preocupada nao sei se levo na pediatra de costume ou num psicólogo direito?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Guns n roses

      A vida escolar da criança é feita de altos e baixos, precisamos ficar atentos se algo não vai bem. Converse com a professora da sua filha para saber como anda o dia a dia dela na escola.
      Pergunte a Maria Julia o que está acontecendo, as vezes pequenas situações incomodam. E em casa como andam as coisas, aconteceu alguma mudança?
      É preciso ficar de olho em tudo. Se ainda assim após um período sua pequena continuar relutante procure orientação.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  41. Meu filho tem 4 anos, já é o 3 ano na escola, e ele ainda da show. O primeiro ano ele conseguiu fugir, dando a volta por traz da escola, chorou muito, e quando começou a ir de ônibus melhorou. No segundo ano ele chorou bastante ate começar a ir de ônibus.Agora no terceiro ano ele disse ainda em casa que não ia por vergonha, que só ia ficar no patio. Hoje ele entrou aos gritos na sala e a professora teve que ficar na porta pra ele não sair, como ele ta com o bracinho quebrado a diretora da escola, me orientou a leva-lo embora e começar a adaptação aos poucos. O que eu faço?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Vanessa

      Acho que você deve seguir as orientações da professora. Espere o braço melhorar e recomece, é complicada uma adaptação de braço quebrado.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  42. olá Luciana, minha filha vai fazer 3 anos e este é o primeiro ano dela na escola. Tem 2 semanas que as aulas começaram e todos os dias ela já acorda dizendo que está com dor de barriga e chora tanto que provoca o vômito, chego a dá 2 ou 3 banhos nela de tanto que ela força o vômito. Contudo, quando chega na escola ela fica sem chorar. Esse drama todo é para sair de casa. A professora já disse que o único trabalho que ela dá é de não querer fazer a tarefinha às vezes. O que eu faço?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leitor (a)

      Essa idade requer muita paciência, pois já sabem de muitas coisas sem entendê-las racionalmente, a insegurança é grande.
      Fique o tempo que for necessário com ela na escola.
      Converse com a coordenação para acompanhar de perto este processo.
      Procure saber dos medos dela e tente acalmá-la, fale das coisas boas que vão acontecer na escola. Combine passeios ou atividades que vocês farão juntos no fim do dia quando se reencontrarem.
      Quando nossa mente não da conta de tantas emoções nosso corpo sente, é o que está acontecendo com sua pequena. Tente mudar o foco antes de sair de casa, coloque uma música, façam uma brincadeira e trate a ida para a escola como mais uma tarefa do dia.
      Mantenha diálogo com a professora.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  43. Minha filha tem 3 anos na primeira semana foi tudo bem ,mas esses dias ela se assustou na rua com um bloco com mascaras perto da escola ,e não quer ir mais chora ,grita ,emu marido quer deixa-lá em casa e só leva-lá novamente depois do carnaval ,estou desesperada ela acorda a noite e vai pra minha cama , o que faço ,preciso trabalhar no horario que ela vai a escola e também a minha filha mais velha de 9 anos estuda na mesma escola e no mesmo horario agradeço se tiver rapida resposta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anderson

      Se vocês estão certos de que é algo pontual (bloco com máscaras) retornar após o carnaval pode ser uma opção.
      Caso contrário avaliem com a professora se existem outros motivos que justifiquem essa recusa. Se for o caso peça ajuda a irmã mais velha. Irmãos ajudam muito nos processos de adaptação.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  44. Olá, meu filho tem 4 anos já estuda desde os 2 anos, está chorando muito quando vai a escola. Eu pergunto o porquê e ele não diz, só não quer ir a escola. Já disse que eu e o pai vamos trabalhar e nada dele se acalmar. Na mesma escola, com os mesmos amiguinhos, eu não consigo entender. Estou preocupada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leiliane

      É preciso investigar melhor os motivos que podem estar contribuindo para a recusa do seu filho.
      Certifique-se que ele não se enquadra em nenhum dos pontos abordados na postagem.
      Conversem bastante com ele, pois com 4 anos, a criança já consegue mesmo que de forma totalmente desordenada a expor alguns sentimentos.
      Marque um horário com a coordenação da escola para ter certeza de que não há nada de errado no dia a dia escolar do seu pequeno.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
    2. Um dia eu deixei ele na escola e não dei chau quando partir... Quando cheguei em casa ele disse que tinha chorado porcausa disso, depois desse dia notei que ele começou a chorar todo dia, perguntei a professora e ela disse que ele tinha falado isso também. Não tenho brigas em casa com meu marido na frente dele. Ele vai pra escola pela tarde quando chega fica com a avó, é quem cuida dele até chegarmos do trabalho e quando precisamos sair.
      Ele me disse hoje que amanhã não vai chorar!!rsrsrs
      Obrigada pela atenção!

      Excluir
    3. Olá Leiliane

      Que bom!!!

      Abraço
      Luciana

      Excluir
  45. Luciana, bom dia. Meu filho tem 3 anos e 5 meses, e ele frequenta a mesma escola desde os 2 anos. Sua adaptação foi super tranquila, nunca chorou e sempre foi pra escola de boa vontade. Porem, nos últimos dias ele vem se recusando a querer ir pra escola, chorando muito, me abrancando forte e que por um momento nao conseguimos solta-lo. No primeiro dia que ele fez isso, como ele nunca fez, eu fiquei mto preocupada e o levei de volta pra casa da sua Avó, e por la ele passou o dia, mto bem! passou-se alguns dias, e novamente ele fez o mesmo processo de chorar, espernear, e me agarrar mto forte, dizendo que e nao queria ficar na escola. Porem, deixei na escola chorando muito, e notei que logo depois de um tempinho ele ja havia parado de chorar. Como eu devo proceder?, Fico na duvida ,se isso é manha, ou se esta acontecendo algo. Me ajuda,por favor, estou com o coração partido em deixar meu filho chorando e gritando por mim!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Denise

      Certifique-se que nada há de errado com a escola. E em casa como andam as coisas?
      As crianças as vezes ficam mais sensíveis, o que possibilita essas oscilações na vida escolar.
      É bastante comum sentir saudade dos pais nessa faixa etária. Eles curtem ficar com mamãe e papai.
      O momento da chegada é sempre mais complicado, em regra geral depois da largada da mãe eles ficam bem.
      Acompanhe com a coordenação da escola, é provável que seja apenas uma fase e logo logo vai passar.
      Fique firme e segura sem deixar de acompanhar.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  46. Olá, meu filho tem 2anos e meio e sempre foi um menino independente,nunca estranhou ninguém,sempre passeou com outras pessoas e agora ele está na escola na primeira semana como eu esperava foi tudo bem ele adorava ir pra escola , não dava trabalho nenhum pelo contrário ele não queria era vir embora pra casa, na segunda semana de aula ele passou mal na escola sentiu uma dor forte na barriga chorou muito mais de meia hora pois não conseguimos pegá-lo rápido demoramos a chegar e esse tempo todo ele chorando desesperado com a dor, bom depois deste dia ele não quer ir mais pra escola e chora durante quase todo o período que está lá. Minha pergunta é será que ele se traumatizou e o que devo fazer !? Preciso procurar ajuda profissional...Aguardo a resposta e desde já agradeço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leitor (a)

      Traumatizar é uma palavra muito forte, o ocorrido pode ter gerado uma insegurança momentânea, é provável que logo logo isso passe, de qualquer forma fique de olho caso a recusa persista procure uma orientação especializada.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  47. Oi Luciana, boa tarde. Meu filho tem 6 anos e estuda desde 1 ano e meio. Este ano ele passou para o 1º ano do ensino fundamental. Nas duas primeiras semanas de aula foi tudo tranquilo, no entanto na esta semana começou a chorar para entrar na escola. Ele estuda na mesma escola a 3 anos, só mudou de prédio. Saiu da educação infantil e foi para o ensino fundamental. Segundo ele está com medo dos alunos grandes, são muitas atividades, pouco tempo no parquinho, pouco tempo de recreio (20 min. o normal em qualquer escola). Já conversamos e explicamos sobre esta mudança, e a equipe pedagógica da escola tem nos dado bastante atenção e demonstrado muita preocupação com ele também. Não sei se devo leva-lo a uma psicologa ou se é o caso de esperar. Fico com medo de por causa disso ele desenvolver uma Síndrome do Pânico, por exemplo. Ele se mostra apavorado quando chega a escola e pede para mudar de escola achando que em outra escola vai continuar sendo como na educação infantil. O que você me orientaria? Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leitor(a)

      Algumas crianças nessa fase criam um pouco de resistência com relação a escola, pois neste período escolar a exigência é maior. É preciso um período de adaptação para a nova rotina, mais carregada de tarefas e obrigações. Mantenha diálogo com a escola, para juntos traçarem a melhor estratégia para reverter esta situação.
      Em muitos casos é preciso acompanhamento especializado para ajudar a criança atravessar essa nova fase.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  48. Bom dia!

    Luciana,
    Minha filha está com 5 anos e no jardim II, essa escola foi a primeira que ela estudou e iniciou no jardim I.Ela nunca teve problemas nenhum de adaptação e nem de não querer ir pra escola.
    Ocorre que nesse ano ela frequentou a escola durante quase 15 dias sem nenhum problema, mas atualmente está reclamando da professora falando que não gosta dela e que a professora anterior era mais legal...
    Todo dia de manhã diz que está com dor de barriga e chora na escola.
    Ela teve um irmaozinho o ano passado, mas aparentemente demonstrava já estar acostumada com a chegada do irmão, tanto que no ano passado não tivemos problemas com a participação dela na escola.
    Conversamos com a professora e com a coordenadora e estamos tentando vencer esse desafio junto, mas está difícil, pois não sei até que ponto isso pode prejudicá-la, já que ela é uma criança muito madura e que não apresenta problemas de adaptação em outros locais/momentos.Eu e meu marido tentamos dar o máximo de atenção a ela, mas com o bebê (agora com 5 meses) as vezes se torna uma tarefa um pouco difícil pois eles requerem muito nessa fase.
    obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Tânia

      Nesse caso, se você já conversou com a escola e confia, é preciso estimular sua pequena com relação a nova professora. Pelo que você está descrevendo é uma coisa bem pontual. Certifique-se de que não há outros fatores que contribuam para essa recusa e converse bastante com a escola.
      Cada professor tem um jeito de ser e às vezes nossa personalidade combina mais com um do que com outro. É preciso apenas estar certa de que de fato ele é um bom professor.
      Com relação ao irmão mais novo, não podemos descarta as oscilações emocionais que essa nova configuração familiar traz.
      Acompanhe sua pequena, converse com a escola e procure ajuda especializada caso necessário.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  49. Boa tarde Luciana. Minha filha vai fazer 5 anos e é o terceiro ano dela na mesma escola, porém em turmas diferentes. Ela sempre chorou desde o primeiro ano, chorava até vomitar. O segundo ano foi melhor, mas várias vezes ela ficava se agarrando em mim, sem querer ficar. Mas este ano já começou ruim, como ela já está bem esperta, começou a dizer que está com dor de barriga, dor de cabeça, mas que claramente percebemos que não é verdade.
    Ela passa o dia com a minha mãe, quando chego na hora do almoço para arrumá-la e levá-la para a escola, ela já começar a choramingar e dizer que não quer ir, que lá é ruim, que não gosta e fica se agarrando em mim sem querer entrar na sala, mas quando meu esposo vai buscá-la ela sempre está feliz e fica contando as coisas que aprendeu, as brincadeiras... E as tias sempre dizem que ela para de chorar assim que nós saímos. Não sei o que fazer, já argumentei com ela de todas as formas possíveis, mas é sempre a mesma coisa, ela não muda, é sempre angustiante esse momento de deixá-la na escola.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Daniele

      É muito importante ficar claro em que momento sua pequena chora, é apenas na hora da chegada ou a recusa se estende para outros momentos?
      Se for só na hora da chegada organize com a professora e coordenadora a melhor forma de recepcionar sua pequena, respeitando o jeitinho de ser dela.
      Caso essa recusa seja constante é hora de procurar uma orientação psicológica, para entender o que está causando isso e saber das ansiedades e medos da sua filha, pois no comentário você diz que desde o primeiro ano é assim.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  50. Olá, boa tarde! que satisfação encontrar esse blog..
    Meu filho tem 3 anos (somos pais de primeira viagem) e amanhã tenho uma reunião com a professora e a coordenadora da escola do meu filho...
    Ele estuda na mesma escola desde o ano passado, mas, esse ano ele diz não estar gostando da professora porque, segundo ele, ela briga muito.
    Ha mais ou menos duas semanas atrás, na sexta-feira, quando fui deixá-lo na escola, ele saiu de casa todo feliz (era dia de brinquedo e do parque aquático - que ele ama), mas quando chegou perto da sala dele, ele fez uma carinha de pânico que eu nunca tinha visto nele e começou a "dar ré"... saiu andando pra trás e quando viu a professora ele grudou em mim e não queria soltar de jeito nenhum.
    No mesmo dia falei para a "tia" que gostaria de conversar com ela em particular e que não queria que fosse na frente do meu pequeno (voltei para casa e li na internet algumas sugestões de como lidar com o caso, falei com ela na hora que fui buscá-lo).
    A professora insistiu e perguntou o que estava acontecendo, apesar de eu tratar de não falar sobre a cara de pânico dele - que me havia preocupado muito, expliquei que não entendi porque foi que ele saiu de casa tão feliz e na hora que chegou, não quis ficar... a professora disse que é porque está impondo regras (que no ano passado não haviam muitas porque ele era da turma dos mais novinhos da escola - 2 aninhos) e que no início seria normal ele demonstrar essa certa resistência, mas que logo tudo passaria....
    O que mais me preocupa: no início das aulas ele estava todo animado, me dava tchau na porta e nem olhava pra trás, duas semanas depois do início das aulas começaram as negativas quanto a ficar na escola.
    No ultimo mês meu filho apresentou uma crise de terror noturno como ele jamais havia tido... (Quando o peguei no colo ele estava chorando muito e gritando, no momento em que meu marido o recolheu tentando explicar que papai e mamãe estavam com ele, ele fez até xixi... trocamos ele e minutos depois ele estava dormindo como se nada)
    Tenho notado que meu filho tem vontade de ir para a escola brincar com os amigos, mas quando ele chega lá e é a professora quem o recebe, ele simplesmente murcha... quando é recebido pela assistente ele geralmente apresenta menos resistência em ficar...
    Bom, amanhã tenho reunião com a coordenadora e a professora e não me sinto a vontade para abordar o tema... como e/ou o que fazer/falar?
    Ao mesmo tempo em que confio na escola e sei que jamais permitiriam que algo mal lhe passasse a meu filho por lá, tenho em aberto a questão de ele estar a todo o tempo dizendo que a tia briga e é má... já perguntei se ela grita ou bate e ele nega... Por outro lado, tenho a professora que diz que precisa impor limites...
    Acredito realmente que ela deva impor limites sim, mas daí a traumatizar meu filho NÃO. como chegar a um consenso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rah

      Em primeiro lugar para que as coisas fiquem claras é preciso muita honestidade, fale tudo que pensa e que se filho diz a respeito da professora. Você precisa ter certeza dos fatos.
      Após isso certifique-se(dentro das possibilidades) de que seu filho faz parte de uma escola que tem uma boa equipe (professores, auxiliares e coordenação).
      Nesse caso, se você já conversou com a escola e confia, é preciso estimular sua pequena com relação a nova professora. Pelo que você está descrevendo é uma coisa bem pontual. Assegure-se de que não há outros fatores que contribuam para essa recusa e converse bastante com a escola.
      Cada professor tem um jeito de ser e às vezes nossa personalidade combina mais com um do que com outro. É preciso apenas estar certa de que de fato ele é um bom professor.
      Não podemos deixar de lado, que nesta fase as crianças fantasiam muito e que, portanto ela pode estar usando a professora como argumento chave para a recusa.
      Acompanhe sua pequena, converse com a escola e procure ajuda especializada caso necessário.
      Impor limite é fundamental, mas é preciso que o profissional saiba fazer isto da melhor forma possível, principalmente tratando-se de crianças pequenas.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  51. Olá, minha filha tem 2 anos e 10 meses e já está na segunda escola. entrou com um ano e 10 meses e nunca se adaptou. Hoje, na segunda escola, olha nos meus olhos e diz que não quer ir à escola e fica repetindo e pedindo o meu consentimento para não ir. Sinto que o fato dela pensar em ir à escola já lhe traz sofrimento. Fico pensando se não devo esperar que ela fique um pouco mais velha para daí manda-la à escola. O que vc acha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fernanda

      Crianças precisam de tempo para se adaptar, evite mudar sua filha de escola (a não ser que algo tenha acontecido).
      Converse com a coordenação para traçarem a melhor forma de adaptar sua pequena, caso a recusa persista procure um profissional da área.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  52. boa tarde, minha filha tem seis anos e desde o ano passado que tento leva-la a escola, mas ela não fica, chora muito e diz que sente saudades de mim, ela diz que só vai estudar quando uma pessoa adulta da familia ficar com ela na sala de aula..O ano passado estudou 3 meses, esse ano coloquei na mesma escola da irmã mais velha e ela só ficou 4 dias. Estou desesperada!!! Isso é NORMAL?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Adriana

      Sua filha começou na escola com que idade?
      A recusa dela pode envolver duas situações, uma simples readaptação ao ambiente escolar ou de fato uma adaptação escolar.
      É preciso investigar se não há realmente nada que contribua para esta recusa.
      Algumas crianças nessa fase criam um pouco de resistência com relação a escola, pois neste período escolar a exigência é maior. É preciso um período de adaptação para a nova rotina, mais carregada de tarefas e obrigações. Mantenha diálogo com a escola, para juntos traçarem a melhor estratégia para reverter esta situação.
      Em muitos casos é preciso acompanhamento especializado para ajudar a criança a atravessar essa nova fase.
      Abraço
      Luciana


      Excluir
  53. Bom dia Dra!
    Ela foi à escola pela primeira vez o ano passado, ficou durante 3 meses, depois falou que só estudaria na escola de sua irmã mais velha, Esse ano fizemos a vontade dela e a colocamos na mesma escola de sua irmã mais velha, aparentimente ela estava gostando, depois reclamou que não encontrava a irmã no recreio, no terceiro dia de aula me ligaram dizendo que ela estava chorando muito, meu marido foi buscá-la, quando cheguei do trabalho ela estava sem vontade de comer e só queria ficar deitada, e sempre me dizendo que não iria mais, só voltaria se ficasse na mesma sala de sua irmã. Desde então converso muito com ela tentando convence-la a voltar ou ir para outra escola,, ela diz que não consegue ficar distante de mim.Porém ela é muito interssada em fazer suas tarefas, já sabe escrever pelo quadro, sabe fazer o nome dela, conhece todas as letras e praticamento todos os números. Estou pensando em colocála com uma professora particular junto com a irmã. O que a senhora acha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Adriana

      É provável que sua filha esteja realmente com dificuldade de largar você, afinal de contas vocês estão este tempo todo juntas.
      Talvez você precise de um aconselhamento e acompanhamento terapêutico para ajudar sua pequena nesta nova fase. Descobrindo seus medos e inseguranças.
      De qualquer forma sugiro que você converse com a coordenação da escola para permitir que sua filha mais velha participe desta adaptação(já que elas ficam bem juntas), as vezes irmãos facilitam bastante este processo. E não seria uma coisa demorada, apenas nesse primeiro momento para servir de incentivo a sua pequena.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  54. Olá, meu filho tem 3 anos e a 1 ano ja vai para a escola, o ano passado ele chorou um pouco no começo do ano mas logo depois se adaptou tanto q tinha dias q ele chorava q não queria vir embora, esse ano a escola mudou de lugar, está com uma outra estrutura um pouco menor e terminando a construção, tambem mudou a professora e ele gostava muito da professora do ano passado, a primeira semana de aula ele foi super bem, agora na segunda semana ele ja acorda cedo falando q nunca mais vai pra escola, é uma luta conseguir trocar a roupa dele colocar ele no carro e quando chega lá ele se segura no banco do carro e faz um escandalo, coisa q ele nunca fez (ele só fica meio periodo na escola), a parte da manhã ele fica com os avós dele para eu poder trabalhar, mas na hora do almoço eu mesmo vou pra casa só para levar ele na escola pois os avós nem conseguem trocar a roupa dele.
    Eu ja perguntei se a tia brigou com ele , e ele disse q a tia mandou ele ficar quieto, ja conversei com ela e ela disse q ele chega chorando ela da uma abraço e logo ele para de chorar, em casa ele está bem nervoso e briguento, chora á toa, não sei oq fazer, se levo na psicologa ou troco de escola??? Ele está muito arteiro, as vezes penso q a professora está colocando limites e fazendo com q ele cumpra regras, mas quando vejo as lagrimas escorrendo no rosto dele e ele me abraçando tambem ja penso o pior, e agora??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá leitor (a)

      Pelo que você está descrevendo, muitas mudanças ocorreram do ano passado pra cá. Mesmo crianças acostumadas com a escola se ressentem quando há alguma mudança, principalmente de professor, que é o referencial da criança na escola. Mas faz parte e ele precisa de um tempo para se adaptar a esta nova configuração escolar.
      Sabemos que nesta fase acontece uma chantagem emocional, por isso é muito importante a sua posição. Estimule bastante ele, mostre como é legal ir para a escola e organizem atividades para o fim do dia quando se reencontrarem.
      Acompanhe de perto este processo e organize com a professora a melhor forma de adaptar seu pequeno.
      Abraço
      Luciana


      Excluir
  55. Olá Luciana, tudo bem? Minha filha tem 6 anos, está no 2° ano, ela estudou o pré e o 1° em uma escola, e nesse ano, precisei trocá-la para uma escola de período integral, por conta do meu serviço. Desde o começo das aulas, é uma briga para eu levá-la a essa escola nova, sempre reclamando que lá é ruim, que ela não conhece ninguém, que está com saudades dos amiguinhos da outra escola, que na outra escola era mais legal, chegou um dia, que veio me pedir para eu deixa-lá faltar um dia na escola nova, para poder ir na outra escola dar um abraço nos amiguinhos dela, isso me cortou o coração. Depois de muita conversa, e dando um jeitinho aqui e outro ali, voltei ela na escola antiga, fiquei feliz de ver a felicidade dela, fiquei com meu coração tranquilo, achando que estava fazendo a coisa certa. Na mesma semana, ela disse que não queria ir na escola, pq a professora não tinha deixado ela brincar, pq ela tinha demorado pra fazer a atividade em sala, disse que a professora briga com ela, e que por isso não queria mais ir.... Fiquei tão perdida, me empenhei toda na mudança da escola, e agora isso? Estou tão perdida, não sei como reagir com ela, como resolver isso?? Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Renata

      A recusa da sua filha é perfeitamente normal. É muito difícil você está totalmente acostumada com uma rotina, e um mês depois tudo mudar. Sua pequena está reagindo a essas mudanças, é preciso tempo para que ela assimile tantas novidades e se sinta tranquila de que tudo vai ficar bem. Precisa conhecer a professora, os novos amigos e o novo espaço escolar. Acompanhe com a coordenação da escola a adaptação de sua pequena, organizem a melhor forma de adaptá-la.
      Também não podemos descartar o fato de que nesta fase as exigências escolares são maiores e muitas crianças se ressentem com relação a tantas regras e normas.
      Abraço
      Luciana



      Excluir
  56. Olá Luciana, tudo bem?
    Meu filho está com 2 anos e 8 meses e desde fevereiro de 2013 ele vai para a escola.
    No início era apenas pela manhã e ele não chorava, depois de julho/2013 que ele ficou em tempo integral pois a babá foi ter bebê.
    Desde julho até hoje ele chora todos os dias para não ir para a escola. Em setembro mudei para outra escola. Mas não resolveu.
    Grita, esperneia, não quer o uniforme, a primeira frase que ele fala ao acordar é "não vou para a escola". E ele fala muito bem para a idade dele, se expressa perfeitinho.
    Crio fantasias de fadinhas que deixam coisas no travesseiro, para ele acordar mais feliz, são adesivos, mel, agora foi confete do carnaval.
    As vezes peço para ele levar um bichinho de pelúcia para a escola, invento que será o primeiro dia de aula do bichinho...
    Mas estou sem criatividade, e já ficando nervosa. Em período parcial ele não chorava, mas no integral ele chorou nas 2 escolas.
    Recebo fotos dele toda semana, já fui escondido e ele está bem adaptado, come todas as refeições, participa da capoeira e futebol, de tudo direitinho.
    Mas o problema dele é que quer ficar mais com os pais. Resiste até para dormir, estou mantendo a rotina dele do soninho, mas ele resiste ao máximo, fica enjoado, cansado, mas quer brincar, contar tudo da escola, cantar músicas. Quer aproveitar ao máximo este tempinho conosco.
    Está ficando complicado pois dorme menos que precisa (11h por dia - 9 na noite e 2 à tarde na escola) e acorda mal humorado.
    O que devo fazer?
    Obrigada, beijos, Patrícia

    ResponderExcluir
  57. Olá Patrícia

    As vezes é preciso refazer nossa rotina para passar mais tempo com os filhos. O choro do seu pequeno já deixou de ser pontual. Precisamos avaliar muito bem em que momentos ele chora.
    É provável que o problema não seja mais com relação a adaptação, mas sim com uma inadequação escolar que precisa ser investigada.
    Procure orientação especializada para te ajudar a contornar esta situação.
    Abraço
    Luciana

    ResponderExcluir
  58. Oi Luciana. Minha filha fez 4 anos este mês e já frequenta escola desde os 2,5 anos. Porém me acidentei e estou em casa de licença. Desde que ela ficou em casa 1 semana que estava doente não quer mais retornar à escola. Chora para ir de manhã e na hora de deixar com a professora é um show. Ela fica o dia todo. Será que devo diminuir a carga horária da escola enquanto estou em casa de licença? Acredito que ela não queira ir à escola pois sabe que estou em casa sem ir trabalhar... Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Janice

      É provável que realmente ela queira ficar com você em casa. Certifique-se de que não haja outro motivo e avalie com a escola se não vai prejudicar a rotina dela. Será que depois não vai ser pior retornar ao horário antigo.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  59. Olá!! Luciana to pedindo socorro...
    minha filha tem 3 aninhos e 8 meses o nome dela e Rebeca, ela já esteve na creche o ano passado, e acabamos de mudar para goiãnia já morei aqui quando era solteira e so voltei agora e consegui uma vaga para a Rebeca em uma associação de pessoas especiais la e conveniada com a preitura existe salas destinadas a crianças de 3 a 6 aninhos (normais) ela estava muito curiosa e muito eufórica para começar as aulas, e quando começaram ela meio que decepcionou pois ela começou a ver por la os especiais adultos e parece que eles inibem ela, ela chora o tempo todo pedindo para não ir para a cheche, já tem 3 dias que ela não vai, a tia dela afirma que não se passou nada com ela, apenas ela começa a chorar e quer ir pra casa, por favor Dra Luciana me da um conselho, o que devo fazer? fico preocupada de forçar ela a ficar la, e ela ficar com traumas por isso, ou tb fico pensando que ela pode estar apenas me dominando pois já me conhece bem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Regina

      Quando uma instituição se propõem a atender pessoas com necessidades especiais é porque está preparada para isso. É preciso ter uma proposta e um projeto pedagógico especifico. Em regra geral quando uma escola engloba no seu alunado da infância até a fase adulta há preparo para atender as necessidades específicas de cada grupo, independente do fato de serem portadores de necessidades especiais ou não. Também é preciso espaços diferentes. O projeto de inclusão faz parte das escolas, mas é preciso saber conduzi-lo, pois crianças pequenas não tem entendimento suficiente para dar conta desse processo. Sua pequena pode também estar reagindo ao novo. Escola nova, espaço novo, professoras e coleguinhas diferentes, isso tudo demanda um certo tempo de adaptação. Converse com a coordenadora da escola, para juntas traçarem a melhor forma de adaptar sua pequena e saber exatamente quais são as inseguranças dela.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  60. Boa tarde Luciana gostaria de saber qual procedimento devo seguir diante da situação.
    Meu Filho de 3 anos chegou da escola sexta feira chorando e dizendo que não queria ir a escola mais pq a tia(professora) dele nao deixou ele comer o biscoito de merenda que ele levou , pq ele estava no cantinho do pensamento pq ele tinha rasgado um livro da escola, e eu fui constatar que era verdade pq o biscoito veio todo embora sem ele almenos ter mexido no biscoito. qual atitude devo tomar diante deste fato? Naira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Naira

      Nesse momento você deve marcar uma conversa com a coordenadora e/ou professora do seu filho, para saber de fato o que aconteceu, pois crianças nesta faixa etária costumam fantasiar situações.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  61. Olá, meu filho tem 4 anos e já é o segundo ano que frequenta a escola. No primeiro ano ele deu bastante trabalho pra ir e ficar na escola, sempre chorando muito quando agente deixava ele lá. Esse ano por ser o seu segundo ano na escola, pensei que fosse ser diferente, mais ele continua do mesmo jeito sem querer ir pra escola e quando chega la chora todo dia querendo voltar pra casa. Em casa ele deixa bem claro que nao gosta de ir à escola e na escola e em outro locais que o levamos ele tem bastante dificuldade em se relacionar com as pessoas inclusive com crianças. Ele é uma criança muito tímida e retraida. Me sinto muito angustiada com essa situação..o que eu devo fazer para ajudá-lo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leitor (a)

      Se não há nenhum motivo aparente, se ele não se enquadra em nenhum dos itens da postagem, é preciso investigar melhor os motivos da recusa do seu pequeno. Pelo que você descreve ele é uma criança bastante introvertida, talvez seja preciso uma orientação e acompanhamento psicoterápico para ajudar seu pequeno a se soltar e relaxar, trabalhando seus medos e ansiedades.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  62. sera que preciso ter um blog para participar tb

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leitor (a)

      Não é preciso ter um blog.
      Basta comentar !
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  63. Bom dia .......meu filho tem 3 anos e é o primeiro ano dele na escola e meio período....vai na parte da manhã só que a adaptação dele nunca foi comigo desde o primeiro dia já arrancarão ele do meu braço e levaram para dentro.....e foi muito traumatizante tanto para ele quanto para mim....ele dormi falando que não quer ir para a escola até vomita mexeu com o intestino dele ele não queria nem ir ao banheiro...e levo ele chorando e quando vou busca-lo na escola ele ainda esta chorando , naõ come nada .....não sei mais o que faço pois converso faço tudo que vc recomendou no artigo não tem aparentemente nada em casa de anormal(brigas) nada.....somente mesmo essa adaptação na escola mas já faz 1 mês de aula e nada o que faço me ajude pensei até em tirar ele da escola....Obrigada

    ResponderExcluir
  64. Boa tarde...minha filha tem 5 anos e esta me dando um baile pra ir a escola...chora desesperadamente e diz que precisa de mim...meu pai morreu a 1 mês e ela esta sofrendo muito com essa perda, pois era muito ligada a ele.....vc pode me ajudar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Taisa

      Perda de entes queridos é sempre muito delicado. como sua pequena já tem 5 anos e entende o que aconteceu, acho melhor você procurar um psicólogo para acompanhá-la nesta fase tão difícil.
      Ela vai precisar elaborar muitas questões.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
    2. Luciana ela já esta fazendo terapia a 3 semanas e não consigo sequer colocar o uniforme...ela entra em desespero, se esconde, foge, tenta rasgar o uniforme...segundo a psico e a pediatra dizem que preciso dar um tempo pra ela e não forçá-la a ir na escola...mas será que isso não estarei colaborando no que ela quer?

      Excluir
    3. Olá Taisa

      Você está assistida pela psicóloga e o pediatra, que estão acompanhando sua pequena e analisando todas as situações. Possivelmente eles estão reconhecendo os sentimentos envolvidos nessa situação, decidindo o que é melhor para sua filha.
      Cada criança tem seu tempo e não temos como avaliar qual será o da sua filha. Continue com o acompanhamento.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  65. Olá Luciana.
    Meu filho tem 7 anos e está no 2º ano. Com frequência, desde o ano passado, ele reclama que não quer ir pra escola, mas vai mesmo assim. Pq eu já expliquei diversas vezes pra ele que todas as crianças vão e etc etc... Ele fica na escola sem chorar, entra na fila e até brinca com colegas.
    O problema é que não quer fazer quase nada na aula. Não quer copiar as coisas. A professora faz a data no caderno dele e dá as páginas da apostila daquele dia.
    Ou ele faz um pouco e para, ou nem faz nada. Já teve uma vez que ele não quis fazer uma prova e não teve jeito.
    As professoras já tentaram deixar ele copiando as coisas no recreio ou depois do horário. Mas eu confesso que fiquei com pena. Já tentei fazer as tarefas com ele em casa e explicar que a hora certa de fazer as atividades é na escola com a professora...
    Já tentei dar castigo tirando as coisas que ele gosta tv, videogame, tablet...
    Já não sei mais o que fazer!?
    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cristiane

      Essa fase escolar gera certa preguiça em algumas crianças, pois as exigências escolares aumentam causando resistência.
      É preciso muita conversa e acompanhamento escolar para vencer esta etapa.
      Converse bastante com seu pequeno a respeito da importância das tarefas (todo dia).
      Precisamos entender bem em que contexto escolar ele cria essa resistência, às vezes o problema está na escola. Converse com a professora e coordenadora. A escola deve ser um lugar de tarefas e obrigações dadas de forma prazerosa.
      Caso esse comportamento persista, procure a orientação de um profissional.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  66. Luciana,boa tarde.

    Tenho uma filha que fez 5 aninhos dia 09/03/14.
    Ela estuda desde os 2 aninhos na mesma escola e até ano passado vinha super bem. Neste ano no primeiro dia de aula ela fez xixi na calça, pois ficou com vergonha (receio) de pedir para professora deixa-la ir ao banheiro.
    Há aproximadamente umas 3 semanas, ela vem se recusando a ir para escola. Sempre chora e diz sentir dor de barriga e dor no coração quando esta na escola.
    Acredito que esta dor de barriga é devido a ansiedade quando se fala em ir para escola. Antes de sair de caso a levo no banheiro, ela realmente faz cocô e pede para que eu massageia a barriguinha dela.
    Já conversei com a professora, pedindo sua ajuda na hora que minha filha for ao banheiro, pois minha filha disse: Mãe se eu for no banheiro quem é que vai me limpar?
    Sinceramente estou muito angustiada, não sei o que fazer.
    Ela gosta muito de ver tv, mais hoje infelizmente cortei a TV dela, como uma forma de punição, pra ver se ela para com esta história de não querer ir para escola. Será que fiz certo?
    Marquei também com a pediatra dela, para ver esta questão da dor de barriga, mas estou achando que é emocional.
    Luciana, o qu você acha que eu devo fazer?^
    Será que esta situação toda é devido ao 1º dia de aula?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leitor (a)

      Parece uma questão pontual, mas não descarte a possibilidade de outros fatores estarem envolvidos nessa recusa, converse com a professora e coordenadora para observarem sua pequena e analisarem o dia a dia dela na escola.
      Caso os sintomas persistam procure um aconselhamento psicológico.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  67. Oi Luciana tenho um filho de 4 anos muito esperto, conversa com todo mundo até mesmo desconhecidos ele puxa conversa... mudamos ele de escola esse ano, antes ele estudava em uma escolinha menor (creche), desde janeiro quando começaram as aulas ele tem dado trabalho para ir sempre criando um motivo ou algum medo, já veio com medo do cinema pois no dia se juntam 3 turmas e a professora da sala dele sai para resolver algo e ele disse que tem medo dela ir embora e não voltar mais, passado isso agora na hora que entramos no carro ele já vai me perguntando se qdo chegar lá poderá me dar um beijo e eu digo que sim milhares, mesmo assim ele começa a chorar me agarra me beijando e começa a chorar, todo dia ele cria um motivo ou medo, seja do parque eu de ter que ficar no sistema integral, na outra escola ele ficava integral, mas nessa tirei pq ele chorava muito... bem eu não sei como reagir se qdo ele vier com essas conversas eu limento e converso sobre isso ou eu corto logo... Como devo proceder?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leitor (a)

      No caso do seu pequeno, sugiro uma reunião com a escola (professora e coordenadora) para juntas traçarem a melhor forma de adaptar seu filho, provavelmente essa recusa diz a respeito a essa nova fase, tudo que é novo gera ansiedade. É preciso entender e trabalhar os medos do seu pequeno. Caso a recusa persista procure orientação psicológica.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  68. Ola luciana, minha filha tem 5 anos e frequenta a mesma escola desde os 6 meses, se adaptou muito bem e sempre gostou de lá, das professoras, só que desde que retornamos das férias ela tem chorado pra ficar na escola e as vezes quando busco ela esta com uma carinha triste, estou estranhando pois ela nunca tinha feito isso. Achei que era por causa do retorno das ferias e da mudança de horário, pois antes ela ficava das 9h às 16h e agora fica das 13h as19h e não estava acostumada a ficar ate tao tarde...só que ja faz um mês do retorno e ainda acontece de ela chorar na entrada. o que faço?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Aline

      Converse com sua pequena, pois na idade dela já é possível expressar alguns sentimentos e eventos. Quem sabe ela consegue expor o que está acontecendo.
      O segundo passo é marcar uma reunião com a professora e/ou coordenadora, para saber como anda o dia a dia de sua filha na escola.
      Acho que desta forma vocês chegarão a uma conclusão.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  69. Olá Leitor (a)

    Algumas crianças precisam de um tempo maior para se adaptar, é fundamental conversar com a coordenação e professora da escola.
    Sugiro que procure um profissional da área. Como seu pequeno já tem 3 anos, é necessário entender seus medos e ansiedade.

    Abraço
    Luciana

    ResponderExcluir
  70. Olá Luciana
    Minha Filha tem 4 anos e meio e estuda desde 1 ano e 6 meses na mesma escola,sempre chorou qd eu a colocava na escola,e do ano passado pra cá diz que sente muita saudade de mim,eu trabalhava na escola,na secretária,mais esse ano sai e passei as férias toda com ela,ela é filha única,muito mimada,mais esse ano ela não quer ficar na sala de forma alguma,na primeira semana da adaptação que saiu cedo ela ficou direito,mais agora não quer mais,eu converso muito com ela,e ela diz,que sente muita saudade de mim e que eu vou demorar,e tb diz que vou querer ficr com meu sobrinho no colo que acabou de nascer tem 2 meses,qd eu deixo na escola ela fica em pânico,se joga no chão e fala pelo a mor de deus não me pega pra professora,está sendo um horror e eu estou sem saber o que fazer,ela sempre foi muito de fazer amizades,mais de 1 mes pra cá não fica em nenhum local sem mim,me ajudeeeee rs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leitora

      A melhor coisa a ser feita neste momento é procurar um aconselhamento psicológico, pelo que você está descrevendo existem muitos detalhes a serem analisados (idade, o fato de você ter trabalhado na escola, sobrinho, adaptação, férias...). Essa recusa pode estar relacionada a várias questões ou apenas uma. É preciso avaliar cuidadosamente cada situação.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  71. ola tenho um filho de 7 anos, há tres anos ele estuda na mesma escola e sempre teve as mesmas reclmaçoes de que nao gosta da escola, se recusa a fazer liçoes, nao copia a matéria dada pela professora, ja conversei muito com ele, mas nada tem surtido efeito, agora a professora têm encaminhado as liçoes para que sejam feitas em casa pois na escola ele nao as faz e tumultua a aula...preciso de ajuda. obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leitor (a)
      Algumas crianças nessa fase criam um pouco de resistência, pois neste período escolar a exigência é maior. É preciso um período de adaptação para a nova rotina, mais carregada de tarefas e obrigações. Mantenha diálogo com a escola, para juntas traçarem a melhor estratégia para reverter esta situação. Em muitos casos é preciso acompanhamento especializado para ajudar a criança a atravessar essa nova fase.
      Lembrando que a escola precisa cumprir com as obrigações curriculares de forma prazerosa, às vezes o problema não está na criança e sim na escola.

      Abraço
      Luciana

      Excluir
  72. Olá. Gostei muito do que li por aqui e creio que vai me ajudar bastante. Mesmo tendo lido vários comentários esclarecedores, quero deixar registrada a minha situação:
    Meu filho tem 4 anos e entrou para a escola com 2. Nós morávamos em outro bairro, mais afastado do trabalho (meu e do pai). Eu deixava ele com minha mãe ainda dormindo e pegava por volta das 20:30. A adaptação dele na primeira escola foi difícil, mas por volta de 2 meses ele estava totalmente adaptado e demonstrava adorar a escola. Se integrou bem e fez amiguinhos de verdade. Este ano nos mudamos para um bairro mais próximo do trabalho e troquei ele de escola. Ele não fica mais com minha mãe, mas em casa, com a empregada, que o leva para escola no turno da tarde. Quando saímos ele ainda está dormindo. O pai vai buscá-lo na escola, às 18:00 e eu chego em casa por volta das 19:00. Acontece que ele está chorando muito dizendo que não quer ir à escola, que quer voltar para a escola antiga. Aí eu conversei explicando que a escola antiga é muito longe, e que agente ficava muito tempo longe um do outro, mas ele fica dizendo que gostava assim, que gostava de ficar com a vovó e que gostava dos amigos da outra escola. Tenho a impressão que ele não tem percepção de tempo, que apesar de agente ficar muito mais tempo longe um do outro morando no antigo bairro, para ele não fez diferença e ainda por cima o afastamos da escola que ele gostava. Tivemos uma reunião já na nova escola e eles disseram que ele fica bem lá, mas demonstra não querer se integrar com a turma. Fiz uma festa de aniversário para ele convidando amigos da escola antiga e da nova, pensei que isso ia o ajudar a sentir que ele ainda tinha os amigos antigos e que agora ainda tem os novos. Mas não vi resultado. Agora ele operou as amídalas e ficou 14 dias afastado da escola. Hoje foi seu retorno e desde ontem ele ficou chorando dizendo que não queria ir. Conversei com ele bastante ontem e ele foi dormir chorando. Hoje ele me ligou (para meu trabalho) e consegui convencê-lo a ir só um pouquinho para a escola e vou pegar mais cedo hoje. Mas não posso fazer isso durante muito tempo. Estou certa fazendo isso? O que mais posso fazer para ajudá-lo a lidar com tantas mudanças?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carolina

      Pois é, como você mesma disse, são muitas mudanças.
      É preciso muito acompanhamento escolar e paciência para adaptar seu pequeno.
      No coração dele a distância entre vocês ficou maior, pois a vovó é parte integrante da família e representa um pedacinho de vocês. A empregada não tem laços afetivos e, portanto, não causa o conforto que a vovó ocasionava.
      Talvez vocês precisem organizar uma rotina produtiva, o que isso significa? Nem sempre é a quantidade de tempo que importa e sim a qualidade vivida nele. Façam coisas interessantes, reservem um momento do dia só pra vocês.
      Existem alguns combinados que poderão servir de estímulo ao seu pequeno, como esse de buscá-lo mais cedo, que foi ÓTIMO!!!
      Caso a recusa dele persista procure um aconselhamento psicológico.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
    2. Oi Luciana. Muito obrigada. Ontem peguei ele mais cedo e fomos ao shopping. Brincamos juntos no parquinho e foi bem legal. Ele me pediu para acordá-lo de manhã e lhe dar o mingau (que ele sempre come de manhã, mas quem tem dado é a empregada, pois saio e deixo ele dormindo). Eu combinei com ele que faria isso sim, mas que não queria que ele ficasse chorando para ir para a escola. Hoje eu o acordei, conforme o combinado e lhe dei o mingau. Depois ele não queria me deixar ir pro trabalho. Foi uma choradeira danada. Então, já baseada nas dicas deste blog, eu disse para ele que podia me ligar e falar comigo depois que eu saísse. Então ele se acalmou. Consegui sair e falei com ele algumas vezes ao telefone e ele estava até alegrinho. Na hora de ir para a escola foi terrível. A empregada disse que ele foi chorando até a escola e chegou a se agarrar no poste. Chegando lá, a coordenadora o acompanhou até a sala e ficou com ele lá até ele se acalmar. Ela me ligou dizendo que ele estava bem e já fazendo as atividades. Meu marido foi buscá-lo às 16:30 e disse que ele saiu todo feliz e dando tchau para os amiguinhos. A coordenadora me orientou a levá-lo uns 15 minutos depois do horário de entrada e buscá-lo mais cedo durante esta semana. Vou continuar postando aqui os acontecimentos. Mais uma vez obrigada.

      Excluir
    3. Olá Carolina

      Que bom!!!
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  73. Luciana, meu filho tem 3 anos e 5 meses e este é o segundo ano que ele estuda. Ano passado ele fazia Maternal I junto com a turma de Maternal II por uma questão de horário e no final do ano já estava bem adaptado. Este ano ele começou todo empolgado, só que quando percebeu que a maioria dos coleguinhas do ano passado não estavam mais na mesma turma, pois mudaram de série, ele começou a não querer ir mais para a escola, diz que "os coleguinhas não querem ser seus amigos". Acredito que ele esteja com dificuldades de interação com os novos colegas, mas não sei como posso ajudá-lo, fico preocupada, inclusive, de não saber trabalhar essa dificuldade agora e esta acabar se estendendo por toda a sua vida. Já conversei com a professora e ela disse que começou a colocá-lo perto de alguns poucos colegas que também faziam Maternal I junto com a turma de Maternal II, ou seja, que era turma dele ano passado, mas mesmo assim ele continua falando a mesma coisa. Obrigada pelo espaço e parabéns pelo Blog!

    ResponderExcluir
  74. Ola,boa noite! Meu nome e Tatiane,tenho uma filha de 05 anos e que estuda desde os 03 anos,Só que este ano ela não que ir a escola,ela perdeu o pai quando tinha 10 meses de nascida e tem sentido muita falta,tem falado muito nele pergunta a irma como o pai era pergunta como ele brincava entre outras coisas,já conversei com ela já expliquei, não sei mais o que fazer ela perdeu o interesse do balé não faz mais,já não sei o que fazer me ajude pelo amor de Deus,uma mãe em desespero. Obrigada desde já!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Tatiane

      Perda de entes queridos (principalmente pai e mãe) pode causar certa desorientação na vida da criança. Como sua pequena tinha apenas 10 meses quando perdeu o pai, pode ser que esse comportamento não esteja ligado ao acontecimento, mas sim na ausência.
      Minha sugestão é que você procure um aconselhamento psicológico, para que o profissional possa analisar todas as questões envolvidas, mostrando qual o melhor caminho a seguir e ajudando sua pequena.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  75. Olá Luciana,
    Minha filha tem 5 anos e está na mesma escola desde os 2 anos, ela vai integral para a escola.
    Desde o ano passado ela reclama de dormir e esse ano depois de muitas reclamações resolvi conversar na escola.
    A minha filha alega que a filha da professora (da sala dela) não dorme e pode ficar brincando.
    Eu questionei essa situação e a professora dela alegou que iria dar uma opção para ela.
    A opção foi deixá-la sentada em uma mesa esperando as crianças acordarem, ou seja, ela não pode ir brincar com a filha dela que fica solta pela escola.
    Ela está recusando ir para a escola, chora, pede para ir e quer trocar de escola (já que essa escola só tem até o jardim 2, é o último ano dela), ela está determinada a mudar diz que não gosta mais das professoras.
    O que faço? será que é birra dela? devo levar isso em consideração?

    me ajude
    abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Crisciele

      Só a questão do sono é pouco para tomar a decisão de tirá-la da escola.
      Crianças fazem birra e nem sempre podemos sucumbi-las.
      Em primeiro lugar é importante descobrir se não existem outros fatores contribuindo para esta recusa.
      E segundo lugar conversar com a coordenadora da escola para ajustarem a questão do sono, pois as regras escolares servem para todas as crianças, caso contrário elas ficam sem entender o que está acontecendo.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  76. Olá! meu filho tem 10 anos e desde a primeira vez que foi à escola com dois anos de idade, se recusa a permanecer na mesma. Tem angústia de abandono e fobia escolar, está em tratamento com o Alprazolam e o Tofranil, aliado a terapia mas não tem adiantado, há uma semana não vai à escola, diz ter medo e vergonha, sente até dor na barriga na hora de ir, tem alguma sugestão?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Flavia

      Considerando que seu pequeno está super assistido, converse com os profissionais envolvidos no tratamento dele.
      Nesse momento são os melhores para te darem uma dica.
      Fique firme com relação ao acompanhamento. Eles buscarão a melhor solução.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  77. Olá Luciana acho q encontrei esse blog na hora certa estou desesperada meu filho Gabriel de 2 anos e 3 meses está na creche desde o ano passado e acabei desfraldando ele em casa, pois por motivo de doença na familia tive q viajar e ele acabou faltando na creche, esse ano ele começou novamente mais não quer utilizar o banheiro da creche de jeito nenhum não sei o q fazer em casa ele vai normal gostaria de uma opiniao me ajude obrigada.......

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fia de Del Marchiori

      Sugiro a leitura da postagem RETIRADA DAS FRALDAS. http://psicologainfantil-luciana.blogspot.com.br/search/label/Retirada%20das%20fraldas
      Nesse momento é preciso traçar com a escola a melhor forma de adaptar seu pequeno com relação ao desfralde.
      Acho que o texto vai te ajudar.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  78. Olá tenho uma filha de 3 aninhos, é o primeiro ano dela ela sempre pedia para ir a escolinha, mas agora chora todos os dias pra não ir, e quando começa a escurecer ela entra em pânico falando que não quer dormir porque não quer ir pra escolinha no outro dia.Já não sei oque fazer estou desesperada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leitora
      Sua pequena precisa passar pelo processo de adaptação. Sugiro a leitura da postagem de adaptação escolar (http://psicologainfantil-luciana.blogspot.com.br/search/label/Adapta%C3%A7%C3%A3o%20escolar ) acho que vai ajudar bastante.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  79. Olá Marcia

    É assim mesmo, ele precisa de um tempo para se adaptar aos novos coleguinhas.
    Nesse caso a professora é a responsável por criar situações de interação.
    Com relação ao papel da família, converse com seu pequeno, fale dos amigos novos e mantenha diálogo com a escola.
    Abraço
    Obrigada!
    Luciana

    ResponderExcluir
  80. Ola Luciana,
    Minha filha tem 1 ano e 3 meses, e faz um mês que está na escolinha em período integral. E de uns tempos para cá ela está muito nervosa, se arranha toda vez que é contrariada, bate em nosso rosto, grita muito só quer ficar comigo e se joga pra trás também. E acorda muitas vezes a noite. Uma naturalista disse que ela está sentindo minha falta e está com terror noturno. E eu estou cansada perco a paciência grito me culpo. Não sei como reagir , não sei se esse comportamento é por conta da escolinha, me doi imaginar que minha filha está triste, sofrendo. Não sei o que fazer, infelizmente não posso trabalhar meio período o que seria o ideal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leitora

      Com um mês de escola, considero que a criança ainda está em fase de adaptação, cada criança tem seu tempo para elaboras as novidades. Converse com a professora ou coordenadora da escola, para juntas acompanharem em que momentos específicos sua pequena grita, chora e se arranha. Ela está na fase limite para começar com as birras, pode ser que ela já tenha entrado na fase ou ainda está em processo de adaptação.
      Certifique-se de que não há outro aspecto que possa estar contribuindo para esta birra.
      Tenha muita paciência e converse bastante com ela, mesmo que pareça não entender tudo.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  81. oi eu tenho um filho de seis amos que esta me dando muito trabalho, ele ate vai para escola mais nao quer copiar a materia ele fala que perdeu o lapis ou fala que algum amiguinho pegou nao sei mais o que eu faço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leitor (a)

      Algumas crianças nessa fase criam um pouco de resistência, pois neste período escolar a exigência é maior. É preciso um período de adaptação para a nova rotina, mais carregada de tarefas e obrigações. Mantenha diálogo com a escola, para juntas traçarem a melhor estratégia para reverter esta situação.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  82. OI luciana! Me ajuda! Meu filho tem 3 anos e desde os 6 meses frequenta a mesma creche. No meio do ano de 2013, eu ingressei em um curso e vejo ele de manhã quando ele entra na creche e a noite quando volto do curso. Meu marido busca ele a tarde junto com outro filho ( 6 anos) que estuda só a tarde. Pois desde essa época ele chora para não ir, diz que apanha dos amiguinhos e que as tias falam que ele é feio. Não aguento mais, faz 1 ano que estou nisso ( ele faz escândalo todos os dias) e estou pensando em tirar ele da creche, passar o resto do ano com ele e quando for ano que vem colocar ele em uma pré escola a tarde. Penso que ele chora pois tenho pouco tempo pra ele e pelo fato do irmão não ir para a escola no mesmo momento. Se me desdobrar bastante consigo conciliar os estudos com meus filhos. Acha uma boa ideia, ou eu estaria cedendo as manhas dele?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Nada

      Tirar a criança da escola é sempre uma atitude que precisa ser bastante pensada. Se você confia no trabalho da instituição, tente organizar com a coordenação da escola a melhor forma para acolher seu pequeno. Tirá-lo da escola pode não resolver a situação. É preciso ter certeza de que o problema é esse.
      Acho que você precisa organizar um tempo maior com ele, tempo esse repleto de coisas produtivas, quantidade não significa qualidade.
      Nessa fase as crianças pedem limite, e nos testam o tempo todo. Converse bastante com ele e combinem coisas interessantes.
      Caso esse comportamento persista, agende um aconselhamento com um profissional da área.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  83. Olá Luciana. Minha filha tem 4 anos e frequenta a escola desde 1 ano e meio de idade. A adaptação dela foi tranquila, só chorou na primeira semana. Este ano ela entrou para o 2o pré e desde que começaram as aulas ela foi bem tranquila e feliz. Mas de uns dias pra cá ela e a professora me disseram que ela chora na hora do lanche dizendo que está com saudade da mãe. E hoje fui levar ela pra escola como de costume e ela entrou chorando muito, nao queria ficar de jeito nenhum! E isso nunca aconteceu nessa turma atual. Estou preocupada, por favor me ajude. Obrigada. Isabel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Isabel

      Vamos acompanhar mais um pouquinho, pois algumas vezes a criança está mais sensível. Quem sabe daqui a 1 ou 2 semanas esse comportamento já melhorou?
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  84. Olá, comigo também acontece o mesmo minha filha se adaptou muito bem em seu primeiro ano nessa mesma escola, e esse ano estava indo tudo bem. Mais hoje pela segunda vez ela não quis ir pé escola e se agarrou comigo e não quis entrar na sala de aula. Estou muito preocupada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leitora

      Acompanhe mais um pouquinho! Caso persista marque uma reunião com a coordenadora.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  85. Olá Luciana,

    Tenho uma filha de 4 anos que adorava ir para a escola, mas depois que meu bebe nasceu ela chora muito pra ir, não sei como agir, como ela ainda frequenta cmei e a frequencia não é obrigatória as vezes acabo deixando ela em casa, devo obrigá-la a ir pra escola?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leitora

      A chegada de um irmãozinho é sempre um momento delicado.
      Sugiro a leitura da postagem " A chegada do irmãozinho", acho que poderá te ajudar.
      http://psicologainfantil-luciana.blogspot.com.br/2014/02/a-chegada-do-irmaozinho.html
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  86. Olá meu filho Gustavo de 4 anos esta na escolinha,esse é o 2 ano dele.No mento ele não quer ir mais para escola começa a chorar mais é aquele choro com muito sentimento e fica dizendo que vai sentir saudades minha o tempo todo. Tenho outro filho Nicolas de 8 anos o ano passado eles estudaram na mesma unidade e este ano ela está na unidade 2 será que o Gustavo esta sentindo falta dele .Gostaria de ajuda por favor não sei o que fazer já conversei com professora e a coordenadora aguardo resposta !!!!



















    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Nicolas

      Toda mudança representa uma novidade na vida da criança, é possível que ele esteja se adaptando a esta nova realidade, ainda mais se tratando de irmão mais velho, que é visto como protetor.
      Seu pequeno precisa perceber que mesmo sem o irmão tudo vai ficar bem. É preciso estimulá-lo nesse sentido.
      Crie situações para o reencontro dos dois no fim do dia.
      Certifique-se de que não haja outro motivo para recusa.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  87. Oi....meu filho 4 anos é o primeiro ano dele, nos primeiros dias ele chorava na hora da despedida , na segunda semana ele já não chorava mais estava insatisfeito de ir e sempre reclamando de alguma coisa entre elas que a professora não o ouvia, então quase dois meses depois voltou a chorar desesperadamente, já tinha conversado com a professora mais resolvi procurar a coordenação, e chegamos a conclusão que ele estava mesmo muito inseguro em relação a professora e com medo da escola. Essa foi a primeira semana depois de todos esses fatos, foi a primeira semana que ele foi tranquilo de verdade p escola, mais hj começou tudo de novo, esta sendo muito difícil para mim não sei como agir tento passar segurança e em alguns momentos fica até mais brava, estou perdida com medo de não está fazendo a coisa certa.Poderia me orientar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leitora

      É preciso ter certeza de que o motivo da recusa envolve a professora, pois crianças nesta fase fantasiam situações, e nem sempre as coisas são como eles contam. Para isso é preciso muito acompanhamento. O retorno da escola deve ser diário. Provavelmente ele tem uma agendinha ou um caderno, peça a professora um breve relato do dia dele.
      Pois ao mesmo tempo em que criam situações, também conseguem elaborar algumas questões.
      Caso esse comportamento persista procure um aconselhamento psicológico.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  88. Boa noite Luciana. Tenho uma filha de 2 anos e 2 meses que começou a frequentar a creche desde que completou 1 ano. Ela simplesmente amava ir para a escolinha, nem queria sair de lá e durante as férias sentiu muita falta. Infelizmente, não tive condições de continuar nesta e escola e , hoje, ela está frequentando outra. No começo das aulas, ela ficou muito entusiasmada, só falava em ir para escola, chegava em casa feliz, sempre fazendo comentários alegres. Nem me dava tchau direito. Mas há 2 semanas ela simplesmente mudou. Certa noite ela dormiu muito indisposta, vomitou de manhã (acreditei ser uma virose) e naquele dia não a levei para escola. No dia seguinte, como já havia passado o vômito e ela não apresentava mais nenhum sintoma, levei ela para a escola, mas quando viu os amiguinhos começou a chorar muito e não queria ficar de jeito nenhum. Desde então, ela sempre chora muito, e sempre quando pergunto da escola ela fique quieta, sendo que, quando estamos de saída e digo que vamos a escola, ela já começa chorando, dizendo que não quer escola. Estou preocupada, sem saber o que fazer. Não sei o que pode ter acontecido, pois ela sempre foi apaixonada pelo ambiente escolar e nunca chorou, como tem chorado. Agradeço se de alguma forma você puder me orientar melhor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leitora

      Pelo que você está descrevendo parece uma situação de readaptação escolar. Mudança de escola representa muitas novidades, ambiente diferente, novos amiguinhos, professores diferentes e às vezes propostas pedagógicas diferentes, portanto são muitas novidades. É preciso acompanhar com a professora e coordenadora da escola como está sendo o dia a dia dela. Chora o tempo todo? Em que momentos chora? Precisamos ter certeza dos motivos da recusa.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  89. Luciana,
    Boa tarde,
    Minha filha tem 2 anos e 3 meses e precisei coloca-la na escolinha este ano, periodo integral. Tem 2 meses que ela está indo, mas chora todos os dias quando vou leva-la. Segundo a coordenação da escola, ela só chora comigo, na despedida. Quando ligo durante o dia dizem que ela está bem, brincando e interagindo.
    Acredito que seja manha mesmo, porém também as vezes me pergunto se não acontece algo na escolinha que a deixe desse jeito, pois vemos tantos noticiarios por aí que não tem como não pensar em algo pior. Estou tentando ser firme na decisão e tenho fé que uma hora irá passar , pois no meu caso é uma questão de necessidade realmente deixa-la na escola.
    Abraço,
    Jéssica Martins

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leitora

      A relação casa/ escola deve ser de total confiança, caso contrário estabelece-se uma relação de desconfiança e dúvidas. Seja honesta com a escola, converse bastante com a professora e coordenadora tirando suas dúvidas.
      Para algumas crianças o momento da chegada é sempre aflitivo, sugiro a leitura em que falo da chegada. "Meu filho chora para entrar na escola".
      http://psicologainfantil-luciana.blogspot.com.br/2013/07/meu-filho-chora-para-entrar-na-escola.html
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  90. meu filho tem 7 anos e nunca foi facil ele ficar na escola mais agora ta muito ruim ele chora;tem dor de barriga e eu não sei o que fazer,converso com ele estudo com ele mas sempre assim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fabiana

      Se você já conversou com a escola e chegaram a conclusão de que não há nada de errado. E em casa está tudo bem. Sugiro procurar um aconselhamento psicológico, pois seu pequeno já está somatizando as emoções.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  91. Olá Luciana!

    Vamo lá... tenho um filho de 05 anos que já frequenta a escola desde os 03 anos, porém agora este ano ele mudou de escola e no inicio estava indo tudo bem...mas agora nada nesse mundo faz ele ir na escola... nada..

    Ele faz acompanhamento com Neurologista e Terapia Comportamental, devido a hiperatividade e o dificil comportamento. Segundo informações passadas pela terapeuta, deveriamos tentar leva-lo a escola de qualquer maneira, e caso nao conseguissemos, que neste periodo que ele deveria estar na escola ele não deveria brincar, nem ver tv, deveriamos deixa-lo sem o que fazer para ele sentir talvez a necessidade de ir escola... tomamos esta providencia, porém ele é incisivo e fala que não vai e estamos observando que ele está se deprimindo, ficando triste....

    Unica coisa que ele fala é que ele não vai pq a orientadora da escola grita mto, mas ele não fala nada concreto...

    Estamos sem saber o que fazer... se mudamos de escola...(já conversamos na escola, porem eles informam que nada houve)... mass não estamos encontrando uma LUZ... o que fazer... poderia me dar uma orientação?

    Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leitora

      Os profissionais que estão inseridos no contexto, com certeza estão conduzindo esta situação da melhor forma possível.
      O que geralmente acontece é um intercambio dos especialistas que estão tratando a criança e a escola, não só para acompanharem a criança, como também organizarem juntos os procedimentos as serem adotados.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  92. Obrigada Dra Luciana!
    Iremos continuar com os acompanhamentos...
    Mas nada faz com que ele retorne a escola ...
    Vamos continuar procurando uma solução e qual o motivo do bloqueio..

    Muito Obrigada mesmo!

    ResponderExcluir
  93. Olá, meu filho tem 3 anos, e começou a ir na escola esse ano. Não chorou nenhum dia, porém a professora me chamou para conversar, pois ele não conversa com ninguém na escola, brinca sempre sozinho, e se a professora faz alguma pergunta, ele não responde.
    Semana passada, começou a fazer xixi na calça na escola, acredito que por ter vergonha de pedir para a professora.
    Já conversamos com ele, mas não sabemos mais o que fazer.
    Preciso de uma orientação

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leitor(a)!
      Provavelmente a escola quis pontuar você com relação ao comportamento dele. Será preciso um acompanhamento mais frequente com relação ao dia a dia do seu pequeno na escola. Converse sempre com a professora ou coordenadora, para juntas traçarem os procedimentos a serem adotados. Com relação ao xixi, procure saber mais detalhadamente o que está acontecendo, uma semana é pouco para achar que algo não vai bem.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  94. Olá Luciana, como vai?! Meu filho de 2 anos e 9 meses estuda na cidade vizinha e vai até a escola com transporte escolar. Se adaptou muito fácil à escola, o maior problema foi o transporte. Quando ele não quer ir e se agarra firmemente em mim, chorando muito, o que devo fazer, insistir para que entre e fazê-lo entrar mesmo chorando, ou deixá-lo em casa nesse dia?!?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leitor(a)!

      Tratando-se de transporte escolar é preciso verificar as competências dos profissionais da condução e ter certeza de que são de confiança. Para trabalhar com criança é imprescindível gostar.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  95. Olá Luciana, boa tarde! Tenho uma filha de 4 anos e 9 meses, ela entrou na escola desde os 2 anos, sempre gostou de ir, gostava de fazer as tarefas, nunca reclamou de nada. Sempre a incentivei a ler livros, deixava a sua disposição todos os materiais escolares tintas, massinhas, giz de cera, etc. Agora de mais ou menos duas semanas pra cá ela começou a mostrar muito desinteresse em ir pra escola, reclama de dor de barriga, fala que esta com sono, ela sempre pergunta se é sexta feira, porque sabe q é o ultimo dia da semana q tem aula... Converso sempre com ela e pergunto o que esta acontecendo, mas ela nunca diz nada. Desde já agradeço pela atenção. E parabéns pelo seu blog, é de muita ajuda!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sarah

      Obrigada!!!
      Algumas crianças nessa fase criam um pouco de resistência, pois neste período escolar a exigência é maior. É preciso um período de adaptação para a nova rotina, mais carregada de tarefas e obrigações. Mantenha diálogo com a escola, para juntas traçarem a melhor estratégia para reverter esta situação. Em muitos casos é preciso acompanhamento especializado para ajudar a criança a atravessar essa nova fase. Lembrando que a escola precisa cumprir com as obrigações curriculares de forma prazerosa, às vezes o problema não está na criança e sim na escola.
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  96. Boa tarde! Minha filha tem 02 anos e 09 meses e vai pra escola desde os 02 anos. Mais de um mês pra cá acorda chorando que não quer ir pra escola, chora muito. Levo ela e deixo ela chorando, quando busco ela está bem e me conta as coisas e fala até amanhã escolinha. Quando acorda começa tudo de novo, um terror, sempre pergunta hoje tem escolinha? Quando falo que sim sua manhã acaba só chora e fala que quer dormir.... Como fazer uma vez que mudamos de escola e tudo piorou.....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Daiana

      A sua pequena provavelmente entrou numa fase de readaptação com relação a nova escola.
      Pelo que você está descrevendo o problema está na hora da entrada. Sugiro a leitura da postagem Meu filho chora para entrar na escola.
      http://psicologainfantil-luciana.blogspot.com.br/search/label/Meu%20filho%20chora%20para%20entrar%20na%20escola
      Abraço
      Luciana

      Excluir
  97. Olá Luciana, gostei muito do seu site. Achei muito interessante os assuntos abordados e fiquei muito feliz em encontrar um site que possa tirar nossas duvidas e angustias em relação aos nosso pequenos.
    Bom, gostaria de lhe pedir ajuda com relação a minha filha. Ela tem 5 anos e 10 meses e frequenta a escolinha desde os 2 e meio, sempre foi uma criança muito esperta, sociável e interessada, nunca me deu problemas na escola. Este ano ela foi para o 1o ano do ensino fundamental, pois a qui em MG este ano começou a vigorar uma lei que as crianças que completam 6 anos ate 30/06 já devem ingressar na escola fundamental, eu particularmente acho que são muito novinhas para já enfrentarem as responsabilidades mas........ Mas o problema é que a professora me disse que ela não quer fazer os exercícios na sala de aula, faz hora para copiar do quadro, é sempre a ultima a terminar e as vezes quando a professora já vai corrigir os exercicios ela ainda nem comecou a copiar, mas a professora disse que ela é muito esperta e que tem certeza que ela está acompanhando e aprendendo, porem parece que está com preguiça ou falta de interesse. Fiquei muito preocupada, porque ela sempre fala que não gosta de escola, mas em casa adora brincar com livros, de escrever, de escola, etc. Como devo proceder nesse caso? Estou punindo ela cortando computador, tablet, alguns programas de tv que ela gosta e disse que enquanto ela não melhorar não poderá fazer nada disso. Será que estou agindo certo? Por favor me ajude.

    ResponderExcluir
  98. Boa tarde Luciana,
    Meu filho está com 4 anos e esse ano é o primeiro ano dele na escola, ele estava bastante animado, gostando mais ultimamente ele anda triste, não querendo ir mais na escola, não chega a chorar, mais diz que não quer ir por que a tia(professora) briga com ele, e ele também sempre me diz que fica de castigo na cadeirinha do pensamento, sei que ele é bem elétrico, e até então não via problema, até que ontem ele me disse que a "tia" apertou o pipiu dele no banheiro, e está realmente machucado o pintinho dele, ele chegou em casa triste, dormiu cedo.. Estou com medo de algo a mais esteja acontecendo com meu filho naquela escola, não ouvi reclamações sobre ela, mais estou pensando em ir até a escola e conversar com a coordenação e ver o que está acontecendo, mais penso em depois disso tirar meu filho dessa escola, pois tenho medo dessa "tia" querer castigar meu filho ainda mais. E meu filho não tem mania de mentir ou inventar história, ele repetiu a mesma história 5x a mesma coisa, sem mudar nenhuma virgula.. o que faço me ajude, estou angustiada e desesperada pq a gente vê tantas barbaridades com crianças na tv que assusta só de pensar..

    Obrigada

    ResponderExcluir
  99. Olá. Meu filho tem 2anos e 1 mês. Voltei a trabalhar quando ele estava com 6meses, mas ate então ele ficava com minha mãe. No inicio deste ano ele iniciou na escolinha por meio periodo, a tarde. No periodo da manha, ele continua com minha mãe. Há má semana ele teve uma queda na escolinha ( nao posso acusar, mas acredito que foi empurrado por um menino já vi algumas vezes o chutando do escorregador). Ele e o mais novo da turma, o restante tem em torno de 3 anos já. O Lucas fala muito pouco tb, e vejo que isto acaba sendo um agravante. Ontem quando fui busca-lo, o vi primeiramente brincando no pasquino sozinho (isso e bem comum) e depois uma das professoras o levou para a balança. Ele nao conseguiu descer e isto o fez chorar muito, ate que seus amiguemos resolveram o empurrar no balanço e ele se desesperou mais ainda. Ficou assim por uns 5 minutos, ate que chamamos a atencao da professora sobre isso. Durante esta semana inteira, ele vem chorando que nao quer ir a escolinha. Na verdade, ele ate coloca o uniforme, mas na hora que chega lá, começa a chorar. Nao e um choro de manha, pois ele chora baixinho, e agarra no meu pescoço. Hoje ao deixa-lo ocorreu a mesma coisa. Nao sei como lidar com esta situação, pois sei que ele sofre com isto.
    Desculpe-me o texto longo

    ResponderExcluir